Contenção fixa superior: o que é, como funciona e vantagens

A contenção fixa superior é um tipo de aparelho de contenção, e desse modo é utilizada após a retirada do aparelho fixo convencional. Ela geralmente é utilizada para manter os dentes no lugar após o tratamento com o aparelho fixo convencional.

Desse modo, confira mais a respeito da contenção fixa superior no artigo abaixo:

O que é contenção fixa superior?

A contenção fixa superior é um tipo de aparelho de contenção que é fixado atrás dos dentes e normalmente abrange os 6 dentes frontais, de canino a canino.

Esse aparelho consiste em um fio metálico que é fixado atrás dos dentes e possui dois modelos diferentes, o ondulado, também chamado de higiênico, e a reta.

O uso desse modelo é mais comum de ser aplicado nos dentes inferiores por serem mais conhecidos por se movimentarem mais e durante um tempo maior.

Seu uso também depende de outras questões que podem influenciar e do histórico odontológico do paciente.

Para que serve?

Os dentes possuem uma tendência natural de tentarem retornar para o local onde estavam, o que pode acabar resultando no tratamento desperdiçado.

Além disso, ao passarem pelo processo de retorno ao local de origem é comum que os dentes acabem ficando encavalados e tortos.

Sendo assim, o aparelho de contenção é um aparelho que serve para conter os dentes no local após o término do tratamento com o aparelho fixo convencional.

Dessa maneira, ele consegue evitar que o resultado do tratamento seja perdido pelo fato de evitar que os dentes se movimentem. Portanto, ele possui a função de servir como um apoio que mantém os dentes no mesmo lugar.

Tipos de contenção fixa superior

É possível encontrar a contenção fixa superior em dois modelos, sendo eles a contenção higiênica e a contenção reta.

Cada uma delas possui características que fazem com que cada modelo possua um diferencial. Desse modo, confira mais a respeito de cada tipo de contenção fixa superior:

Contenção fixa superior higiênica

A contenção higiênica consiste em um aparelho de contenção que é um pequeno fio metálico ondulado que é fixado atrás dos dentes. As ondulações dessa contenção ficam posicionadas de modo que elas não venham a interferir no uso do fio dental.

Sendo assim, daí vem o nome de contenção higiênica, que é pelo fato de que ela não atrapalha na utilização do fio dental. Porém, o fato de possuir ondulações faz com que ela utilize mais material, e isso também acaba aumentando o acúmulo de placas bacterianas sobre sua estrutura.

Dessa maneira, apesar de a contenção higiênica contribuir para a utilização do fio dental, ela também contribui para o acúmulo da placa bacteriana.

Contenção fixa superior reta

A contenção reta é um tipo de aparelho de contenção que consiste em um pequeno fio metálico reto posicionado atrás dos dentes.

Por se tratar de um modelo reto, ele atravessa o espaço entre os dentes sem fazer nenhum desvio, o que pode acabar complicando o uso de fio dental.

Sendo assim, esse tipo de contenção possui o lado negativo de atrapalhar na utilização do fio dental. Porém, diferentemente da contenção higiênica, o fato de se tratar de uma contenção reta permite que ela utilize menos material.

Dessa maneira, o fato de utilizar menos material em sua construção permite que ela acumule menos placa bacteriana. Portanto, apesar de atrapalhar no uso do fio dental, ela possui a vantagem de acumular menos placa bacteriana que a higiênica.

contenção fixa superior quanto tempo usar

Contenção fixa superior quanto tempo usar?

O tempo de uso do aparelho de contenção ortodôntica pode variar de paciente para paciente, porém, normalmente utiliza-se por no mínimo o mesmo período de duração do uso do aparelho.

Porém, esse tempo de uso normalmente está associado a contenção móvel, seja ela a superior ou a inferior.

Sendo assim, a contenção fixa superior se difere desse tempo de uso e isso se deve ao fato de que normalmente utiliza-se a contenção fixa pelo resto da vida.

Quais são as vantagens da contenção fixa superior?

A contenção fixa superior possui algumas vantagens que podem ser percebidas durante sua utilização. Dentre elas, é possível mencionar:

  • Ela é uma contenção altamente estética pelo fato de ficar posicionada na parte interior dos dentes, o que faz com que ela não seja visível;
  • Possui uma alta eficiência quando se trata de manter os dentes em sua devida posição;
  • Maior estabilidade que a contenção móvel;
  • A vantagem de ser utilizada 24 horas por dia.

E as desvantagens?

Apesar de possuir muitas vantagens que são bastante atrativas, a contenção fixa superior também possui desvantagens, sendo as principais:

  • Necessidade de maior atenção durante a limpeza;
  • O fato de que ela não abrange todos os dentes, sendo assim, podem acabar acontecendo casos em que os dentes traseiros se desalinham;
  • Nos primeiros dias a contenção higiênica pode acabar causando incômodos ou até mesmo ferindo a língua por conta de seu volume.

Sendo assim, cabe ao profissional decidir qual será o tipo de contenção utilizada pelo paciente baseado em seu histórico odontológico.

Quais as diferenças entre a contenção fixa e móvel?

As principais diferenças entre a contenção fixa e móvel se baseia no fato de que uma é móvel e outra fixa e também em seus formatos.

Desse modo, enquanto a contenção fixa se baseia em um fio metálico, enquanto a contenção móvel se baseia em um conjunto de uma placa acrílica e um fio metálico.

Além disso, enquanto o fio metálico da contenção fixa passa por trás dos dentes, na contenção móvel ele passa na frente. Uma exceção a essa regra são as contenções estéticas, visto que elas são aparelhos semelhantes aos alinhadores invisíveis.

Portanto, elas são placas de acrílico que possuem o formato dos dentes e ficam presas por vácuo e dessa maneira conseguem se camuflar em meio aos dentes.

Outra grande diferença se baseia no número de dentes que a contenção abrange, de modo que a contenção fixa seja utilizada de modo que pegue apenas os 6 dentes da frente, de canino a canino, e a contenção móvel consegue ser utilizada em toda arcada dentária.

Apesar de existirem exceções, normalmente utiliza-se a contenção fixa embaixo e a contenção móvel em cima.

Também há uma grande diferença no tempo de uso, visto que a contenção móvel normalmente é utilizada pelo mesmo período de tempo que o aparelho fixo foi utilizado, enquanto a contenção fixa costuma ser utilizada pelo resto da vida.

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares ao dentista são responsáveis por garantir que ele possa realizar quaisquer manutenções que forem necessárias na contenção fixa superior.

Por meio delas, o paciente também consegue relatar qualquer tipo de sintoma anormal que ele esteja sentindo, e assim o dentista consegue iniciar o processo de avaliação para identificar os problemas.

Ele também consegue garantir que o tratamento de problemas como o tártaro e a cárie, sejam tratados logo em seu início, evitando que se tornem complicações severas.

Além disso, por meio delas também é possível efetuar a profilaxia, que é limpeza profissional dos dentes e deve ser feita de 6 em 6 meses para a manutenção da higiene dos dentes.

Portanto, o plano odontológico DentalVidas tem diversas opções para garantir mais qualidade de vida e um sorriso mais bonito para você e sua família.

Gostou do texto? Tem alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários!

Contenção fixa superior: o que é, como funciona e vantagens publicado primeiro em http://dentalvidas.com.br/

Deixe um comentário