Dentadura: conheça todos os tipos, quanto custa, tudo sobre o tratamento

A dentadura é um procedimento bem popular e muito requisitado no consultório odontológico.

No entanto, não é um dos procedimentos mais prazerosos de ser indicado, tendo em vista a uma série de tecnologias que a odontologia teve contato.

Conheça mais sobre esse tratamento, quais são os seus tipos, indicações, benefícios, antes e depois e quanto custa:

O que é dentadura?

A dentadura, prótese móvel ou ponte removível é uma das soluções mais antigas para a perda dentária e problemas que resultem na extração de dentes. Dessa forma, a popular dentadura é um tipo de prótese total ou parcial móvel e tem como objetivo substituir os dentes faltosos e devolver o funcional e a estética ao sorriso.

Como sendo móvel, a dentadura pode ser removida da boca em momentos como a higienização,o que é uma de suas vantagens para com a prótese fixa.

Mesmo que seja necessário um período de adaptação para com o objeto, a dentadura pode ser a melhor opção para quem quer renovar o sorriso. Mesmo sendo uma técnica mais antiga do que os novos tipos de prótese fixa, também é capaz de devolver uma aparência mais harmônica e saudável ao sorriso, além de sua eficiência. 

Hoje em dia, até mesmo o tratamento por prótese móvel recebe melhorias e pode ser uma experiência bem confortável e tranquila.

No entanto, seja fixa ou móvel, cabe ao seu dentista indicar a melhor opção para você, considerando o número de dentes comprometidos, a qualidade de sua higiene bucal e o valor total.

Quando o uso da dentadura é indicado?

O uso da dentadura é indicado em casos de perda de dentes, sendo uma das alternativas para repor os espaços feitos na arcada. Na maioria das vezes está ligada a qualidade de vida, ajudando o paciente a comer e falar com conforto. 

Contudo, quando a execução dessas funções não é um problema o seu uso pode ser estritamente estético, preenchendo espaçamentos bem visíveis e que permitem que o rosto fique mais flácido.

Mesmo que a dentadura seja mais indicada há pessoas mais idosas, motivada pelas queda natural dos componentes da arcada, também pode ser indicada a pessoas mais jovens motivada por certos acontecimentos, tais como:

  • Má higienização;
  • Evolução da cárie;
  • Doença periodontal;
  • Traumatismo (choques e quedas);
  • Inflamações e infecções;
  • Hábitos parafuncionais (bruxismo ou apertamento dentário);
  • Anodontia (arcada dentária naturalmente faltosa);
  • Síndromes.

Normalmente esses problemas só são explorados pelo dentista depois de um tempo, sendo importante que haja a identificação precoce do problema pelo paciente e as visitas regulares ao consultório odontológico.

É interessante ressaltar que antigamente, por motivos de não existirem todas as especializações odontológicas que conhecemos hoje, essa lista era bem maior, uma vez que qualquer problema poderia justificar uma extração dentária.

A tecnologia foi e é uma grande aliada da odontologia, trazendo um leque de novas opções que impedem a retirada do dente sem necessidade. No entanto, é importante que o tratamento seja realizado na fase inicial do problema, o controlando e evitando novas complicações.

dentadura de silicone

Quais são os tipos de dentadura?

As dentaduras, como sendo um tipo de prótese móvel, também ser dividida em duas características principais, são elas:

Dentaduras totais: Quando a dentadura é uma substituição de todos os dentes do arco, seja superior ou inferior. É a opção mais comum para a terceira idade.

Dentaduras parciais: É a solução da perda de somente alguns dentes, sendo fixadas a arcada dentária pela ajuda dos dentes permanentes que não foram comprometidos.

Na maioria das vezes, as dentaduras são removíveis, permitindo assim que haja a higienização correta do tecido gengival, dos dentes de sustentação e da própria prótese. A dentadura, seja ela parcial ou total, na maioria das vezes é feita de silicone.

O tratamento com a dentadura também pode variar quanto a técnica utilizada pelo dentista, entre elas estão:

  • Prótese dentária móvel convencional ou PPR (prótese parcial removível);
  • Prótese dentária móvel com encaixe (sem grampos);
  • Prótese dentária móvel flexível (grampo estético);
  • Prótese dentária móvel sobre implantes osseointegrados;
  • Prótese dentária móvel em silicone.

Além da higiene adequada, a dentadura pode ser indicada para o descanso bucal, no entanto, em caso da perda de um ou dois dentes, o dentista pode indicar que o uso da prótese seja associado a colocação de implantes (prótese fixa).

Quais são as contraindicações para o uso da prótese móvel?

Assim como se é conhecido, o tratamento com dentadura ou prótese parcial removível possui alguns pontos negativos, tais como dificuldade para mastigar e falar, além de possíveis problemas com a autoestima. 

Além desses problemas que devem ser considerados, o tratamento com a prótese móvel, assim como os demais, possui algumas contraindicações:

  • Pacientes com mais de 60 anos de idade;
  • Gengivas finas e delicadas;
  • Falta dos dentes posteriores (de trás da arcada);
  • Doença periodontal (gengivite ou periodontite);
  • Caso de reabsorção óssea nas áreas de perda de dente;
  • Condições psicológicas desfavoráveis;
  • Ausência de aceitação das limitações estéticas e funcionais da prótese móvel.

Logo, diante de alguma dessas situações, o dentista pode encaminhar o paciente para um tratamento com prótese dentária tipo protocolo (prótese fixa), que também pode variar de acordo com o material e os tipos de encaixe utilizados.

Prótese móvel antes e depois

Mesmo diante de alguns pontos negativos e na ausência de contraindicações, a dentadura pode ser sim uma boa opção, executando bem o seu papel funcional.

Quanto à estética, a prótese móvel também não deixa a desejar, se assemelhando aos dentes naturais quanto a coloração e formato.

O seu grande diferencial é justamente a sua remoção que ajuda em uma melhor higienização e em uma experiência de conforto e praticidade.

No entanto, a prótese fixa é capaz de proporcionar um maior comprometimento com a aparência e uma maior segurança durante o tratamento, o que frequentemente justifica o fato de pacientes preferirem optar por sua colocação.

como limpar dentadura

Quais são os cuidados necessários durante o tratamento?

Para uma experiência ainda melhor e livre de complicações é importante que o paciente se atente quanto a alguns cuidados necessários em meio ao cotidiano. 

De modo geral, a dentadura tende a durar 5 anos, levando em conta a adesão desses cuidados. Após o período, o paciente pode realizar a troca ou optar pela alteração da abordagem do tratamento.

Higiene bucal adequada

A qualidade da higiene bucal deve ser considerada em qualquer que seja o tipo de tratamento, ainda mais quando ela é a causa principal da perda dentária. A higienização no caso da prótese parcial deve ser baseada na escovação, passagem do fio dental e bochecho com enxaguante bucal.

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, mesmo com o uso da prótese total móvel a higienização correta tem de acontecer. A gengiva deve ser corretamente higienizada, prevenindo doenças da gengiva. A escova de dente só será usada em caso de dentaduras parciais e na presença de dentes permanentes na arcada.

A limpeza da língua também não deve ser ignorada, já que possui uma grande concentração de bactérias e restos de alimentos, levando a halitose e outros problemas bucais.

Higienização da dentadura

A higienização da dentadura também deve ser considerada, já que o dispositivo protéico também é capaz de acumular resíduos e contribuir para a proliferação de microrganismos.

Para uma limpeza bem feita remova a dentadura e realize sua escovação com sabão neutro. Evite a escovação com creme dental, uma vez que são muito abrasivos. Logo em seguida é necessário fazer um enxágue bem em água corrente. O indicado é utilizar uma escova de dente própria.

Com a higiene devida da dentadura, há o controle de bactérias e se mantém a dentadura em bom estado, evitando manchas e o comprometimento estético.

Remova a dentadura corretamente

A dentadura deve ser removida corretamente para que se evite danos de sua estrutura. Primeiro é necessário realizar um bochecho com água morna ou enxaguante bucal, retirando a cola da dentadura.

Em seguida, a dentadura deve ser pressionada pela parte interna dos dentes e empurrada com cuidado para fora da boca. Agite a prótese até ela se soltar completamente.

Remova a dentadura para dormir

É de grande importância que a dentadura seja removida antes de se deitar, uma vez que durante a noite a mucosa da boca deve se recompor da pressão feita pela dentadura durante o dia.

Outro detalhe que deve ser levado em conta é que durante à noite a produção de saliva na boca é reduzida, o que é um fator negativo, já que a prótese móvel precisa estar sempre molhada para que não sofra alteração de seu formato.

Logo, antes de se deitar, coloque a dentadura em um recipiente com água ou em um recipiente eu uma solução recomendada pelo seu dentista. Tenha em vista que a higienização do objeto e seu repouso não deve ser feito com água quente, já que pode deformar a prótese móvel.

De manhã, só será necessário molhar a dentadura e aplicar a cola para a sua fixação.

Visitas regulares ao dentista

As visitas ao dentista devem ser regulares para evitar as complicações e má adaptação da dentadura. Assim como no tratamento com prótese fixa é necessário que haja a avaliação e manutenção no consultório odontológico, também é necessário manter essa frequência em meio ao tratamento com a prótese móvel.

Nas sessões o profissional irá avaliar as condições de higiene bucal do paciente, dando orientações e recomendações quando necessário. 

É importante que diante de danos, rachaduras, deformação ou afrouxamento da dentadura o dentista seja contatado com urgência. Não tente fazer a correção em casa, uma vez que se corre o risco do dano ser irreversível.

Portanto, o plano odontológico DentalVidas tem diversas opções para garantir mais qualidade de vida e um sorriso mais bonito para você e sua família.

Veja aqui qual o plano odontológico DentalVidas mais combina com você!

Gostou do texto? Tem alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários.

Dentadura: conheça todos os tipos, quanto custa, tudo sobre o tratamento publicado primeiro em http://dentalvidas.com.br/

Deixe um comentário