Dentes molares: o que são e que problemas os afetam

O ser humano possui 3 dentes que são chamados de dentes molares e são os últimos dentes a nascerem na arcada dentária.

Além disso, os dentes molares não possuem dentes decíduos, ou seja, eles nascem como dentes permanentes.

Confira mais a respeito deles no artigo abaixo:

O que é dente molar?

Os dentes molares são os últimos dentes a nascerem na arcada dentária e também não possuem dentes de leite, portanto já nascem como permanentes.

Desse modo, a arcada decídua, ou infantil, possui apenas 20 dentes, sendo que os outros 12 que faltam para completar os 32 dentes da arcada adulta são os molares.

Apesar de a arcada adulta ser composta por 32 dentes, a maior parte dos adultos possuem apenas 28, pois o dente do siso grande parte das vezes é removido.

Eles consistem em 3 dentes que nascem em épocas diferentes e recebem os seguintes nomes:

  • 1º dente molar, nasce no período dos 6 aos 7 anos;
  • 2º dente molar, nasce no período dos 11 aos 13 anos;
  • 3º dente molar, também conhecido como dente do siso, nasce no período dos 15 aos 23 anos.

Desse modo, é extremamente importante cuidar bem deles, pois eles não possuem substitutos.

Além desses 3, que são os dentes molares, também existem os dentes que são os pré-molares.

O que é um dente pré-molar?

Diferentemente dos dentes molares, os pré-molares possuem sim os dentes de leite, portanto, durante a troca dos dentes eles serão substituídos por outros permanentes.

Os dentes pré-molares decíduos costumam nascer no período de 1 a 2 anos e meio de idade, enquanto os permanentes nascem no período compreendido dos 10 aos 12 anos de idade.

Sendo assim, pelo fato de estarem presentes na dentição da criança desde os primeiros anos de vida, eles realizam as funções dos dentes molares até o seu nascimento.

dente molar

Qual a função dos dentes molares?

Cada um dos conjuntos de dentes da boca possui uma função específica, a qual seu próprio formato contribui para que ela seja exercida.

Sendo assim, cada dente é essencial para que a função de seu conjunto seja exercida sem problemas, como por exemplo os incisivos que são responsáveis por cortar os alimentos.

Dessa maneira, os dentes possuem funções específicas que sofrem caso algum dos dentes esteja em falta:

  • Dentes incisivos, função de cortar os alimentos;
  • Dentes caninos, função de rasgar os alimentos;
  • Dentes molares e pré-molares, função de triturar os alimentos.

Problemas relacionados aos dentes molares

Os dentes molares são os últimos dentes a nascer na arcada dentária, portanto algumas vezes o nascimento deles pode causar algumas complicações, especialmente o terceiro molar, também conhecido como dente do siso.

Geralmente, os problemas relacionados aos molares são causados pelo dente do siso. Isso se deve ao fato dele ser o último dente a nascer, portanto, quando ele nasce, os outros dentes já ocuparam seus devidos lugares.

Sendo assim, os principais problemas causados pelos dentes molares são:

Desalinhamento dentário

Algumas vezes seu nascimento acaba deixando os dentes tortos, em especial pelo siso, ocorre devido ao fato os outros dentes já terem tomado seu espaço na arcada dentária.

Isso faz com que eles acabem empurrando os outros dentes para abrir espaço para eles na arcada, o que por sua vez acaba fazendo com que os outros dentes sejam movimentados de suas posições originais.

Isso acaba ocorrendo na grande maioria das vezes no processo de nascimento dos sisos, o que muitas vezes é o motivo pelo qual ele quase sempre é removido.

Pericoronarite

Também conhecida como inflamação do siso, o que acaba sendo um nome que não representa totalmente essa complicação.

Isso se deve ao fato de que essa inflamação não ocorre no siso em si, mas sim na gengiva sobre ele. Portanto, a pericoronarite não é a inflamação do siso em si, mas da gengiva sobre ele.

A pericoronarite ocorre quando durante o nascimento do siso não há espaço para seu nascimento completo, o que pode fazer com que ele nasça apenas pela metade.

Desse modo, o nascimento incompleto desse dente pode fazer com que parte da gengiva fique presa sobre o dente, o que acaba fazendo com que essa gengiva sobre ele inflame.

Essa inflamação pode acabar gerando outros problemas como:

  • Dor;
  • Inchaço;
  • Halitose;
  • Gosto ruim na boca.

Além disso, devido ao fato de ela gerar incômodo na hora de higienizar os dentes traseiros, pode acabar abrindo oportunidades para que o dente seja contaminado por cáries.

Portanto, além de ser um problema incômodo por si próprio, ele pode acabar contribuindo para o surgimento de novos, como a cárie.

Dor

O nascimento de todos os dentes são conhecidos por causarem algum tipo de dor, porém no caso dos dentes molares, em especial o siso, essa dor geralmente é mais intensa.

Isso ocorre devido ao fato de que em grande parte das vezes o siso acaba empurrando os outros dentes, o que pode acabar causando dor devido ao fato dele estar deslocando os demais dentes.

Sendo assim, grande parte das vezes ele causa uma dor forte devido ao fato de que a dor do seu nascimento muitas vezes está vinculada a dor dos deslocamento dos outros dentes.

Cárie

Apesar de estarmos acostumados apenas com as cáries de dentes que já irromperam, ainda existem as cárie que podem afetar os dentes antes mesmo deles nascerem.

Um bom exemplo disso é a cárie de mamadeira, que ataca os dentes da criança antes mesmo deles nascerem.

Portanto, assim como os dentes de leite podem ser afetados, os dentes molares também podem ser afetados.

Sendo assim, quando há alguma infecção na gengiva, como a gengivite, pode acontecer de ela chegar aos dentes que ainda estão dentro da gengiva, o que por sua vez pode levar ao surgimento da cárie nesses dentes.

Desse modo, ao nascerem, eles já nascem com sua estrutura comprometida devido ao desgaste provocado pela cárie.

molar dente

Como cuidar dos dentes traseiros?

Para cuidar bem dos dentes molares e evitar as complicações derivadas de maus cuidados é importante mantê-los sempre limpos e higienizados.

Isso pode ser feito através de uma boa escovação dos dentes e do uso correto do fio dental, além disso, para complementar essa limpeza o paciente pode fazer o uso do enxaguante bucal.

Através desses cuidados é possível manter esses dentes livres de complicações derivadas de maus cuidados com a higiene bucal.

Além disso, é extremamente importante realizar visitas regulares ao dentista para a realização da profilaxia.

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares ao dentista são importantes para que o paciente possa realizar o acompanhamento dos dentes, especialmente do terceiro dente molar.

Assim é possível evitar o aparecimento de problemas e dessa maneira o dentista também pode fazer o pedido de extração caso seja necessário.

Por meio delas também é possível realizar a profilaxia, que é a limpeza profissional dos dentes e também é responsável por realizar a raspagem de tártaro.

Além disso, elas também servem para que o dentista possa orientar o paciente a respeito de bons hábitos de higiene bucal.

Essas visitas para efetuar a profilaxia devem ser realizadas 2 vezes ao ano, ou seja, num intervalo de 6 em 6 meses.

Elas também permitem que o dentista possa identificar a existência de qualquer tipo de complicação relacionada à saúde bucal e tratá-la logo em seu início.

Dessa maneira, o paciente pode resolver esses problemas o quanto antes, evitando que eles se tornem complicações mais severas e dificultem seu tratamento.

Portanto, o plano odontológico DentalVidas tem diversas opções para garantir mais qualidade de vida e um sorriso mais bonito para você e sua família.

Gostou do texto? Tem alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários!

FAÇA SUA AVALIAÇÃO GRATUITA

Dentes molares: o que são e que problemas os afetam publicado primeiro em http://dentalvidas.com.br/

Deixe um comentário