Dermatite perioral: o que é, causas, tratamento e prevenção

A dermatite perioral é um tipo de dermatite que atinge a região ao redor da boca e do nariz, o que pode acabar gerando bastante incômodo para a pessoa afetada.

Essa condição é responsável por causar pequenas pápulas, que são pequenas feridas elevadas e avermelhadas na pele com menos de 1 cm de diâmetro.

Dessa maneira, confira mais a respeito dessa condição no artigo abaixo:

O que é dermatite perioral?

A dermatite perioral é uma condição responsável por causar o aparecimento de pequenas pápulas ao redor da boca e nariz.

Sendo assim, essa condição causa o aparecimento de pequenas lesões em relevo e avermelhadas que podem ou não possuir pus, além de possíveis descamações em torno da boca.

Essa condição pode evoluir, o que acaba fazendo com que ela se desenvolva para a região dos olhos, levando a formação da dermatite periocular.

Sintomas

Quando o paciente está sendo afetado pela dermatite perioral é comum que surjam os seguintes sintomas:

  • Coceira;
  • Ressecamento da pele;
  • Descamação;
  • Queimação;
  • Irritação da pele;
  • Surgimento de pápulas na região ao redor da boca.

Também é importante mencionar que o diagnóstico dessa condição não é feito apenas pela observação dos sintomas visto que ele também utiliza exames.

Isso se deve ao fato de essa condição ser muito parecida com a acne e outros tipos de alergias e condições inflamatórias no rosto.

Dessa maneira, é recomendado buscar um dermatologista para avaliar a condição com maior precisão e confiabilidade.

Porém, um dentista também pode realizar a avaliação desse problema, assim como identificar uma possível tendência a desenvolver essa condição.

causas da dermatite perioral

Dermatite perioral causas

As causas da dermatite perioral ainda não é certa, portanto não há como afirmar que determinada condição é responsável por causá-la.

Porém, mesmo não havendo como afirmar uma causa única, existem diferentes tipos de fatores que podem contribuir para o surgimento da dermatite perioral. São eles:

  • Alergias;
  • Gravidez;
  • Corticoides de utilização intranasal ou inalatória;
  • Utilização de corticoides como cremes, pomadas, géis e afins;
  • Utilização de anticoncepcionais;
  • Pasta de dente com flúor;
  • Candidíase na boca ou em outra região;
  • Cremes hidratantes;
  • Deficiências no sistema de defesa da pele;
  • Alguns produtos cosméticos;
  • Algumas bactérias;
  • Protetor solar;
  • Exposição ao sol.

Além disso, é importante lembrar que a dermatite perioral não é contagiosa e não está associada à dieta do paciente.

Dermatite perioral tratamento

A primeira ação a se tomar é interromper a utilização de corticoides tópicos (pomadas, géis, cremes e outros).

Também é interessante que o paciente troque o sabonete por um sabonete neutro e evitar as utilizar cosméticos e maquiagens.

Já com relação à pasta de dente, o recomendado é procurar o seu dentista para que ele possa recomendar cremes dentais alternativos para efetuar a substituição.

Geralmente, o tratamento para a dermatite perioral é feito através da utilização de antibióticos tópicos, que são utilizados sobre a pele, ou tomados por via oral.

Quando os antibióticos não são capazes de resolver o problema e se trata de uma dermatite grave, alguns medicamentos para acne podem ser eficazes.

Outro fator importante para o tratamento da dermatite perioral é a hidratação da pele, porém, é importante pedir uma indicação para o profissional a respeito do creme a ser utilizado.

Dessa maneira, é possível garantir que você utilizará um creme hidratante ideal para hidratar a pele sem que haja uma piora na dermatite.

Sendo assim, por se tratar de uma condição crônica, há casos onde é possível controlá-la completamente e casos onde há reincidência.

Portanto, em casos mais simples, o tratamento pode ser feito através de medicamentos tópicos, porém, quando se trata de casos mais graves, pode ser necessário utilizar medicamentos via oral também.

dermatite perional

Dermatite perioral pomada

Os medicamentos tópicos (pomadas, géis, cremes e outros tipos de produtos aplicados diretamente sobre a pele) utilizados para tratar a dermatite perioral geralmente consistem em anti-inflamatórios e antibióticos.

Sendo assim, os principais medicamentos tópicos para o seu tratamento são à base de:

  • Pimecrolimo (anti-inflamatório);
  • Eritromicina (antibiótico);
  • Metronidazol (antibiótico);
  • Tacrolimo (imunossupressor);
  • Ácido azelaico (ácido).

O tratamento da dermatite perioral com essas pomadas geralmente tem a duração de 1 a 2 meses.

Prevenção

A prevenção da dermatite perioral é feita através da interrupção do uso de cremes corticoides e cosméticos oclusivos (que impedem a perda de água da pele) no rosto.

Evitar utilizar água quente e sabonetes com compostos reativos, parabenos e fragrâncias, pois podem acabar irritando a pele.

Evitar hidratantes que possuam muitos compostos e sempre optar pelos mais simples para fortalecer a barreira natural da pele.

Evitar a utilização de pastas de dentes que possam irritar a pele. Nesse caso um dentista pode ser consultado para que ele possa indicar um substituto.

Uma boa rotina de skincare com os produtos corretos também é uma ótima maneira de se evitar o surgimento dessa dermatite.

Além disso, para prevenir essa condição com eficácia, é recomendado ficar atento aos fatores que podem fazer a condição aflorar.

Dessa maneira, ao atentar-se às possíveis causas dessa complicação é possível evitar as ações que podem levar ao afloramento dessa condição.

Os pacientes também devem atentar-se ao fato de que mesmo após tratada, essa condição pode atacar novamente, o que irá exigir a realização de outro tratamento.

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares ao dentista permitem que ele possa identificar e diagnosticar a dermatite perioral. Além disso, ele também pode recomendar a utilização de outro creme dental que não cause a piora ou a reincidência dessa condição.

O tratamento ideal dessa condição seria em conjunto com um dermatologista, para que ele em conjunto com o dentista possam trabalhar no tratamento da condição.

Por meio das visitas regulares, o paciente também consegue relatar qualquer tipo de sintoma anormal que ele esteja sentindo, e assim o dentista consegue iniciar o processo de avaliação para identificar os problemas.

Ele também consegue garantir que o tratamento de problemas como o tártaro e a cárie, sejam tratados logo em seu início, evitando que se tornem complicações severas.

Além disso, por meio delas também é possível efetuar a profilaxia, que é limpeza profissional dos dentes e deve ser feita de 6 em 6 meses para a manutenção da higiene dos dentes.

Portanto, o plano odontológico DentalVidas tem diversas opções para garantir mais qualidade de vida e um sorriso mais bonito para você e sua família.

Gostou do texto? Tem alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários!

FAÇA SUA AVALIAÇÃO GRATUITA

Dermatite perioral: o que é, causas, tratamento e prevenção publicado primeiro em http://dentalvidas.com.br/

Deixe um comentário