Disfunção temporomandibular: o que é, sintomas e causas

A disfunção temporomandibular se trata de uma anormalidade no funcionamento da ATM (articulação temporomandibular), que é a articulação responsável pelo abrir e fechar da boca.

Os problemas no funcionamento dessa articulação podem trazer diversos problemas para o cotidiano do paciente.

Sendo assim, confira mais a respeito da disfunção temporomandibular no artigo abaixo:

O que é articulação temporomandibular?

A articulação temporomandibular é a articulação que liga o maxilar ao crânio e que é responsável pelo movimento da mandíbula.

Ela também é uma das articulações mais complexas do corpo humano devido ao fato de conseguir mover a mandíbula para frente, para trás, para os lados, para cima e para baixo.

A ATM também é a única articulação do corpo que sempre move o lado esquerdo e direito ao mesmo tempo.

Quando ela está funcionando da maneira correta, não há nenhum tipo de dor ou estalo que seja causado ao movimentar a boca.

Porém, quando existe alguma disfunção temporomandibular, é comum que o paciente sinta incômodos ao movimentar essa articulação.

O que é disfunção temporomandibular?

A disfunção temporomandibular é o nome dado a um conjunto de problemas que afetam a articulação que liga a mandíbula ao crânio.

Essa condição é responsável por causar inúmeros sintomas na articulação temporomandibular do paciente.

Sendo assim, qualquer problema que ocorra na articulação temporomandibular é denominado disfunção temporomandibular.

Além do mais, mesmo sendo uma condição bastante comum, muitas vezes ela é diagnosticada de forma errada como enxaqueca ou outro tipo de dor.

Como é feito o diagnóstico?

Se o paciente perceber que os incômodos em sua ATM são muito recorrentes, é importante que ele procure atendimento com um profissional.

Os profissionais mais indicados para a análise do caso são profissionais da área da odontologia, de preferência especializado em disfunção temporomandibular e dor orofacial, mas essa condição também pode ser diagnosticada por médicos.

Geralmente para o diagnóstico da disfunção temporomandibular, são feitas uma sequência de perguntas para o paciente sobre os sintomas e sua história.

Além disso, o profissional também pode realizar exames de toque e outros exames como tomografia e ressonância.

Esses exames conseguem oferecer ao profissional informações mais detalhadas a respeito da articulação, o que garante maior facilidade para analisar o problema.

sintomas de disfunção temporomandibular e dor orofacial

Sintomas de disfunção temporomandibular

A disfunção temporomandibular apresenta uma série de sintomas que afetam a ATM, portanto, confira quais são os principais:

  • Dor de cabeça;
  • Dor na mandíbula;
  • Fadiga nos músculos da face;
  • Dificuldade de abrir totalmente a boca;
  • Face mais inchada em um dos lados;
  • Desgaste dentário;
  • Desvio mandibular;
  • Tontura;
  • Zumbidos no ouvido;
  • Trismo;
  • Estalos ao movimentar a mandíbula.

Sendo assim, ao perceber um ou mais sintomas da disfunção temporomandibular com uma certa frequência é recomendado recorrer a um profissional da área da saúde.

Pois somente dessa forma é possível avaliar a causa desses sintomas e iniciar o tratamento para tratar os sintomas.

Disfunção temporomandibular causas

A disfunção temporomandibular não possui uma causa específica, dessa forma ela pode ser causada por vários motivos diferentes.

Sendo assim, confira quais são as principais causas da DTM:

Bruxismo

O bruxismo é uma desordem funcional caracterizada pelo ranger ou apertar dos dentes, geralmente durante o período em que o paciente está dormindo.

Essa condição é conhecida por causar desgaste e o amolecimento dos dentes, além de possíveis problemas nos tecidos de sustentação e problemas na ATM.

O bruxismo não possui uma causa específica, porém acredita-se que suas causas estão associadas a:

  • Fatores genéticos;
  • Estresse;
  • Tensão;
  • Ansiedade;
  • Refluxo;
  • Apnéia do sono.

Essa condição também não possui distinção de gênero e idade, sendo assim, ela pode afetar pessoas de qualquer faixa etária ou sexo.

Além do mais, o ranger e apertar dos dentes também pode ocorrer durante o período diurno, porém nesse caso ele recebe o nome de briquismo.

Atualmente não há uma cura definitiva para o bruxismo, porém existe tratamento através da utilização da placa de bruxismo e terapias para reduzir o estresse.

Traumas

Algumas vezes podemos sofrer traumas na região da mandíbula, e esses traumas podem acabar sendo a causa para o surgimento da disfunção temporomandibular.

Isso se deve ao fato de que alguns impactos fazem com que surja uma tensão extra na ATM e isso acaba gerando uma disfunção.

Essas tensões extras também podem acabar contribuindo para a formação do bruxismo, visto que aumenta a tensão na ATM.

Esses traumas podem ser causados durante a prática de esportes de contato ou devido a algum acidente que acabe atingindo a região da boca.

Portanto, tendo em vista que os traumas geralmente ocorrem devido a acidentes ou esportes de contato, não há muito o que se possa fazer para evitá-lo, apenas tomar cuidado na hora de praticar esportes ou realizar ações cotidianas.

Além disso, ao sofrer qualquer tipo de impacto na região da boca é importante consultar-se com um profissional para tratar qualquer tipo de complicação que possa surgir devido ao trauma.

Artrite na ATM

A artrite na ATM é uma inflamação da articulação temporomandibular e é uma das possíveis causas da disfunção temporomandibular.

Sendo assim, confira os possíveis tipos de artrite que podem afetar a ATM:

Artrite infecciosa

A artrite infecciosa é causada pela infecção da articulação temporomandibular. Essa condição pode causar a inflamação da ATM, além de dificultar os movimentos da mandíbula e deixá-los mais dolorosos.

Essa condição também pode causar destruição óssea, e seu diagnóstico é feito por meio de exames como radiografias, tomografias ou ressonâncias.

Já o tratamento é feito através do uso de antibióticos, hidratação, analgésicos e imobilização da mandíbula.

Artrite traumática

A artrite traumática, como o próprio nome sugere, ocorre devido a algum trauma que afete a articulação temporomandibular.

Seu diagnóstico é feito a partir da análise de sintomas e história do paciente a respeito do ocorrido.

O tratamento dessa condição é feito através de anti-inflamatórios, aplicação de compressas quentes, dieta com alimentos macios e imobilização da mandíbula.

Osteoartrite

A osteoartrite é uma condição que tende a afetar pessoas que já passaram dos 50 anos de idade. Geralmente os sintomas associados a essa condição são rigidez e estalos ao movimentar a mandíbula e possível presença de dor leve.

Essa condição também pode causar o atrito entre os ossos, o que pode resultar no desgaste entre eles.

O diagnóstico costuma ser feito através de radiografia, ressonância ou tomografia. O tratamento é realizado por meio da utilização de um aparelho que ajuda a aliviar a dor e reduzir os estalos.

Artrite secundária degenerativa

A artrite secundária degenerativa costuma afetar pessoas entre os 20 e 40 anos de idade que possuem histórico de trauma ou problema de dor orofacial contínua.

Seus sintomas são: abertura limitada da boca, dor unilateral durante a movimentação mandibular, sensibilidade na articulação e a presença de estalos.

O diagnóstico é feito por meio de radiografias, e o tratamento é feito através da utilização de um aparelho. Em alguns casos pode ser necessário o uso de corticoides para aliviar os sintomas.

Hábitos parafuncionais

A disfunção temporomandibular também pode ser causada por hábitos parafuncionais que são um conjunto de hábitos disfuncionais que afetam de maneira negativa a ATM e os dentes.

Dessa forma, eles podem gerar uma pressão além da suportada pela ATM, o que pode acabar sendo motivo da disfunção temporomandibular.

Tratamentos para disfunção temporomandibular

O tratamento da disfunção temporomandibular é definido pelo dentista, pois ele irá analisar todo o caso para avaliar qual o melhor tratamento para controle e cura dessa condição.

Desse modo, primeiro ele irá identificar a causa da disfunção temporomandibular e em seguida definir qual será o melhor método para tratar essa condição.

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares ao dentista são responsáveis por tornar possível o diagnóstico e o acompanhamento do tratamento da disfunção temporomandibular.

Por meio delas, o paciente também consegue relatar qualquer tipo de sintoma anormal que ele esteja sentindo, e assim o dentista consegue iniciar o processo de avaliação para identificar os problemas.

Ele também consegue garantir que o tratamento de problemas como o tártaro e a cárie, sejam tratados logo em seu início, evitando que se tornem complicações severas.

Além disso, por meio delas também é possível efetuar a profilaxia, que é limpeza profissional dos dentes e deve ser feita de 6 em 6 meses para a manutenção da higiene dos dentes.

Portanto, o plano odontológico DentalVidas tem diversas opções para garantir mais qualidade de vida e um sorriso mais bonito para você e sua família.

Gostou do texto? Tem alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários!

FAÇA SUA AVALIAÇÃO GRATUITA

Disfunção temporomandibular: o que é, sintomas e causas publicado primeiro em http://dentalvidas.com.br/

Deixe um comentário