Escova ortodôntica: qual a melhor escova de dente para quem usa aparelho?

A escova ortodôntica é um dos principais instrumentos indicados para facilitar a higienização dos dentes com aparelho.

Conheça aqui os detalhes da escova ortodôntica, sua importância, como escolher e quais as vantagens de usar:

O que é escova ortodôntica?

Quem já passou ou está passando por um tratamento ortodôntico sabe que a higiene bucal feita em dentes com aparelho é bem complicada. Isso graças aos fios metálicos, os bráquetes e as borrachinhas presentes em sua estrutura, que não permitem o amplo acesso da escova tradicional.

Buscando facilitar e otimizar esse processo, foram criados instrumentos como a escova ortodôntica, que tem como principal indicação facilitar e melhorar a limpeza da zona bucal.

Sua estrutura é formada por cerdas internas em “V” que a permitem alcançar ao mesmo tempo a superfície do dente, o espaçamento entre eles e a estrutura do aparelho. Por suas múltiplas funções, a escova ortodôntica acaba sendo mais indicada do que a escova interdental, focada na limpeza dos espaçamentos entre os dentes.

A escova ortodôntica além de permitir uma limpeza mais eficiente dos dentes, também está por trás da limpeza da gengiva e das estruturas do aparelho ortodôntico. Esse modelo de escova possui um papel decisivo para a ação preventiva de problemas como tártaro, cáries, doença gengivite e periodontite.

Além disso, com uma limpeza bem-feita se previne também a halitose (mau hálito) que também é bem comum nesse período, graças ao acúmulo de resíduos e de placa bacteriana.

escova ortodontica

Quais são as principais vantagens da escova ortodôntica?

Como dito, a escova ortodôntica possui um papel importante para a boa higienização do sorriso em meio ao tratamento ortodôntico. Veja quais são os seus principais benefícios para a saúde bucal:

  • Limpeza profunda da arcada dentária, da gengiva e do aparelho;
  • Tratamento de placa bacteriana;
  • Prevenção ao aparecimento de problemas bucais (tártaro, cáries, gengivite e periodontite);
  • Combate ao mau hálito;
  • Melhora da autoestima e ganho de confiança;
  • Agilidade no tratamento;
  • Resultados satisfatórios.

Como fazer o uso correto da escova ortodôntica?

Assim como demais instrumentos envolvidos na higiene bucal, a escova ortodôntica deve ser manuseada corretamente para que os benefícios adquiridos pelo seu efeito sejam percebidos.

Graças ao corte de formato em V ao meio da cerdas na cabeça da escova, o modelo se adequa melhor aos bráquetes e limpa com mais eficiência a superfície das laterais dos dentes e do aparelho, fazendo a remoção da placa bacteriana e da sujeira, principalmente nos espaços da arcada.

Dessa forma, além de ser uma indicação aos pacientes que fazem o uso do aparelho ortodôntico, fazem parte da indicação aos pacientes que estejam passando por uma correção ortodôntica e que também possuem espaçamentos na arcada mais estreitos.

Uma vez que a escova de dentes ortodôntica possui uma série de funções para com o processo de higienização, deve ser utilizada na mesma frequência da escova tradicional, de 2 a 3 vezes ao dia.

Antes de guardar a escova lave sempre em água corrente e seque bem. Mantenha a escova sempre bem armazenada em locais fechados ou com uma tampinha protetora. O transporte também deve ser feito por meio de caixinha de proteção própria.

Assim sendo, é importante que a troca da escova ocorra a cada três meses para preservar o bom estado das cerdas e evitando a permanência e a proliferação de germes e microrganismos, evitando assim a incidência de infecções.

A escovação com a escova ortodôntica, por sua vez, é baseada em movimentos suaves de vai e vem, contando também os movimentos circulares e de varredura nas áreas em que não há estruturas do aparelho.

escova ortodôntica e escova interdental

Qual a diferença entre a escova ortodôntica e a escova interdental?

A principal diferença entre a escova ortodôntica e a escova interdental são as múltiplas funções da escova ortodôntica.

A escova interdental, nada mais é do que um modelo que possui cerdas ao redor de um arame. O formato das cerdas dessas escovas podem ser cônicas ou circulares.

No caso da interdental, sua função principal é a limpeza dos espaçamentos entre os dentes. Muitas pessoas acham que a escova interdental substitui a passagem do fio dental, contudo, a limpeza que a escova faz é nas laterais do dente, sendo uma complementação, e permite uma limpeza mais eficiente entre os dentes.

A frequência do uso da escova interdental indicada é de ao menos 1 vez ao dia, especialmente na parte da noite, já que é no período noturno que ocorre a diminuição da salivação e assim a zona bucal se torna propícia a proliferação de bactérias e outros microrganismos.

Por fim, mesmo que a escova ortodôntica também realize a limpeza entre os dentes, deve-se lembrar que a escova interdental tem a limpeza dos espaçamentos entre os dentes como o seu papel principal, cabendo a ela a limpeza profunda do local.

Aqui se evidencia que nenhum instrumento de higiene bucal é substituível e possui a sua importância na manutenção da saúde bucal.

Higiene bucal adequada durante o uso do aparelho

A higiene bucal, especialmente em meio a um tratamento ortodôntico, deve ser feita de forma completa e minuciosa e não se limitando apenas às técnicas de escovação.

A escovação dos dentes com o aparelho deve ser feita com calma e com o manuseamento da escova em um ângulo de 45º em relação ao dente em direção à gengiva. Para a eficiência do processo se é necessária a realização de movimentos vibratórios por um período de 30 segundos em cada junção de dois dentes.

É indicado que se opte primeiramente por fazer a escovação da superfície frontal dos dentes primeiro do que a de trás, não se esquecendo de realizar a escovação da língua e do restante da mucosa. A escovação deve ser feita de 2 a 3 vezes ao dia.

Também em relação a ordem, a passagem do fio dental deve ser diária e frequentemente é indicada como primeira fase da higiene bucal.

Como o uso do fio dental também é dificultado pelas peças do aparelho, a indicação é que o paciente opte por um fio dental Superfloss, que possui uma rede de fibras esponjosa que realiza a limpeza das superfícies entre os dentes próximas a linha entre dente e gengiva.

Quanto ao uso do enxaguante bucal se restringe aos pacientes que sofrem com a formação de placa bacteriana e são suscetíveis a formação de cárie e ao aparecimento de doenças gengivais e periodontais. O ideal é que o enxaguante seja sem álcool e com flúor para que seja feita a remoção da placa e da sujeira restante. O efeito só é possível com um bochecho de 30 segundos à 1 minuto.

escova para aparelho ortodôntico

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares ao dentista são essenciais para que assim como a higiene bucal, seja feita a manutenção devida da saúde bucal.

É pelas visitas ao consultório odontológico que o odontologista é capaz de orientar o paciente para com a adoção de bons hábitos, diagnosticando problemas bucais e os tratando em sua fase inicial.

Também cabe ao dentista indicar os instrumentos de higienização adequados para cada situação, além da melhor escova ortodôntica ou interdental.

O plano odontológico DentalVidas tem diversas opções para garantir mais qualidade de vida e um sorriso mais bonito para você e sua família.

Gostou do texto? Tem alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários!

FAÇA SUA AVALIAÇÃO GRATUITA

Escova ortodôntica: qual a melhor escova de dente para quem usa aparelho? publicado primeiro em http://dentalvidas.com.br/

Deixe um comentário