Glossite: o que é, quais os tipos, como tratar e prevenir

A glossite é o nome dado a uma condição que é caracterizada por uma infecção na língua dos pacientes de modo que possa ser tratada por um médico ou por um dentista.

Desse modo, para saber mais a respeito da glossite, acompanhe o artigo abaixo:

O que é glossite?

A glossite é uma inflamação ou infecção da língua. Essa condição é conhecida por causar um inchaço na língua e fazer com que ela mude de cor.

Além disso, é importante lembrar que nem sempre a glossite manifesta sintomas significativos, visto que o grau de seus sintomas irá depender do tipo de glossite.

Também existem casos onde os sintomas podem surgir de forma severa fazendo com que seja necessário intervenção médica, pois o inchaço é muito grande e acaba bloqueando as vias aéreas.

Causas

A glossite pode ser causada por diversos fatores, de modo que eles podem variar para cada tipo de glossite. Sendo assim, confira as principais causas da glossite:

  • Infecções virais ou bacterianas;
  • Complicações derivadas do uso de piercing na língua;
  • Xerostomia;
  • Irritações derivadas de queimaduras e/ou lesões na boca;
  • Consumo excessivo de bebidas alcoólicas, cigarros e alimentos apimentados;
  • Utilização excessiva de enxaguantes bucais;
  • Irritações causadas por produtos de higiene bucal;
  • Anemia;
  • Déficit de ácido fólico ou vitamina B;
  • Sífilis;
  • Aftas;
  • Hereditariedade (no caso da língua geográfica);
  • Estresse emocional.

Glossite sintomas

A glossite pode se manifestar de maneiras diferentes de acordo com o tipo de glossite que afetar o paciente. Porém, os sintomas mais comuns dessa condição são:

  • Inchaço da língua;
  • Língua sensível ou dolorida;
  • Dificuldade para falar, mastigar ou engolir;
  • Aparência de língua lisa;
  • Alteração na tonalidade da língua para um tom avermelhado escuro

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico da glossite é realizado no próprio consultório por um médico ou dentista através da avaliação dos sintomas.

Em alguns casos, dependendo do tipo de glossite, pode ser necessário realizar um exame de sangue para uma avaliação mais criteriosa.

Tipos de glossite

Existem diferentes tipos de glossite de modo que cada um dos tipos se apresentam de forma diferente. Sendo assim, confira quais são os principais tipos de glossite:

glossite atrófica

Glossite atrófica

A glossite atrófica, também chamada de “língua careca”, diz respeito a uma inflamação da língua que se caracteriza pela alteração da cor da língua, descamação, ardor ou mudanças nas papilas gustativas.

Ela tende a deixar a língua seca e com fissuras, tornando-a vulnerável a entrada de alimentos na cavidade oral, o que por sua vez acaba fazendo com que os pacientes reduzam o consumo de líquidos e alimentos.

Essa condição geralmente é causada pelo déficit da vitamina B12 ou ácido fólico e tende a fazer com que o paciente perca o paladar.

glossite romboide mediana

Glossite romboide mediana

A Glossite romboide mediana afeta principalmente homens de 30 a 50 anos, porém podem afetar qualquer pessoa.

Ela é caracterizada pelo surgimento de uma área lisa com uma coloração vermelho escura na parte de trás da língua, que adquire essa aparência devido a perda das papilas da língua.

Seu diagnóstico geralmente é feito por um profissional da área, visto que pelo local onde ela se desenvolve é difícil visualizá-la.

glossite migratória benigna

Glossite migratória benigna

A glossite migratória benigna, também chamada de língua geográfica, é uma condição que causa manchas vermelhas, lisas e assimétricas na língua. Isso faz com que ela se assemelhe com um mapa, sendo esse o motivo do nome língua geográfica.

Essa condição não é tão comum e também não possui uma causa definida, porém, geralmente ocorre em pessoas que já tiveram casos anteriores na família.

A língua geográfica pode causar dor ou ardência na língua após ingerir alimentos muito condimentados ou muito ácidos.

Como prevenir?

Apesar de a glossite ser causada por diversos fatores, existem algumas ações que podem contribuir para evitar seu surgimento

Sendo assim, para prevenir o aparecimento da glossite, é importante que o paciente mantenha bons hábitos de higiene bucal, com uma boa escovação, especialmente da língua, e o uso do fio dental.

Além disso, como alguns tipos de glossite são causados por déficit vitamínicos, é importante manter uma alimentação saudável e uma dieta balanceada, de modo que não haja nenhum déficit de nutrientes.

Como é feito o tratamento?

O tratamento da glossite geralmente gira em torno do controle do seu principal sintoma, que é a inflamação da língua. Alguns medicamentos corticosteroides possuem a função de contribuir para a redução no inchaço lingual.

Quando essa condição é causada por infecção, é necessário o uso de antifúngicos ou antibióticos, que serão indicados de acordo com a causa da infecção.

Nos casos onde a glossite é causa pelo déficit vitamínico pode ser necessário iniciar a ingestão de complementos vitamínicos para suprir o déficit.

Caso ela não seja causada por nenhum dos motivos acima, a condição pode ser aliviada a partir da redução do consumo de bebidas alcoólicas e enxaguantes bucais, assim como evitar a ingestão de alimentos muito ácidos ou condimentados.

Já nos casos mais graves, pode ser necessária a internação do paciente para realizar o acompanhamento médico.

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares ao dentista são responsáveis por garantir que o paciente consiga realizar o acompanhamento odontológico e desse modo identificar a glossite e iniciar seu tratamento precocemente.

Por meio delas, o paciente também consegue relatar qualquer tipo de sintoma anormal que ele esteja sentindo, e assim o dentista consegue iniciar o processo de avaliação para identificar os problemas.

Ele também consegue garantir que o tratamento de problemas como o tártaro e a cárie, sejam tratados logo em seu início, evitando que se tornem complicações severas.

Além disso, por meio delas também é possível efetuar a profilaxia, que é limpeza profissional dos dentes e deve ser feita de 6 em 6 meses para a manutenção da higiene dos dentes.

Portanto, o plano odontológico DentalVidas tem diversas opções para garantir mais qualidade de vida e um sorriso mais bonito para você e sua família.

Gostou do texto? Tem alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários!

FAÇA SUA AVALIAÇÃO GRATUITA

Glossite: o que é, quais os tipos, como tratar e prevenir publicado primeiro em http://dentalvidas.com.br/

Deixe um comentário