Mordida correta: como saber se a minha é?

A mordida correta ao contrário da mordida cruzada é aquela mordida onde todos os dentes se encaixam, formando assim um sorriso harmonioso. E além de beneficiar a estética, uma mordida correta também pode ajudar a manter em bom estado algumas funções de nossa boca.

Neste texto vamos falar sobre a mordida correta e as má oclusões, como identificar o tipo de mordida e ainda como tratar os problemas causados por elas.

como é a mordida correta

Mordida correta: como é?

Com certeza é muito mais fácil identificar uma mordida errada, do que a correta. Pois, nestes casos os dentes da arcada superior e inferior não se encontram e esse desalinhamento é bem visível.

Essa condição é conhecida pelos profissionais como má oclusão, e que necessita de tratamento odontológico, pois pode causar sérios problemas bucais.

Mas a mordida correta, é quando os dentes tocam um ao outro de forma alinhada. Nesta mordida os dentes superiores se encaixam com os dentes inferiores. Desta forma podemos caracterizar a mordida correta como sendo o contrário da má oclusão.

Ou seja, se identificar uma má oclusão em sua arcada dentária, sua mordida não é correta. E a má oclusão pode estar relacionada a qualquer tipo de dente, incisivos, caninos, pré-molares e os molares.

Como saber se tenho a mordida correta?

De forma resumida, a mordida correta é quando a mordida apresenta um fechamento ideal, quando os dentes de cima ficam um pouco à frente dos dentes da arcada inferior. Essa é uma condição não muito comum, por hábitos simples que podem desalinhar o sorriso.

E para definir se temos a mordida correta, você precisa primeiro procurar uma incorreção no fechamento da boca. Por isso, se os dentes não se encaixarem da forma correta, provavelmente sua mordida deve estar errada.

Problemas de dor de cabeça ou no rosto, que você não conhece a causa, podem ser indícios de má-oclusão. Contudo, a mordida errada pode causar dor ou dificuldade de movimentar a mandíbula. Mas, para ter um diagnóstico confirmado, é preciso uma avaliação do dentista.

mordida correta dos dentes

Mordida correta: tipos de mordida

Como vimos as mordidas se dividem em mordida correta e má oclusão. E entre as mordidas erradas existem alguns tipos de má oclusão, que vamos te mostrar aqui.

Separamos aqui os principais tipos de má oclusão ou de mordidas, seus sinais e sintomas, e os respectivos tratamentos para eles.

Mordida cruzada

A mordida cruzada ou a mordida invertida, é quando ao morder nossos dentes ficam em oclusão, ou seja, quando ao encostar os dentes de cima aos de baixo, um ou mais dentes do maxilar superior ficam para dentro dos dentes da arcada inferior.

Ela pode ser simplesmente dentária no caso da mordida cruzada dentoalveolar, que é quando notamos somente variações na inclinação dos dentes e nenhuma presença de anomalia ao nível das bases ósseas.

O tratamento da mordida cruzada se baseia no uso de aparelho ortodôntico, sendo em alguns casos mais graves, necessário a cirurgia ortognática para realizar a correção da mordida.

Mordida aberta

O caso da mordida aberta é um tipo de má oclusão, causado pela falta de contato dos dentes superiores com os inferiores, e que podem dar a impressão de boca torta ou não fecha bem.

Esse tipo de má oclusão se dá na maioria das vezes pelo desnivelamento dos dentes da frente, embora também possa acometer os dentes posteriores. E pode ocorrer tanto em crianças e adolescentes, como em adultos.

As mordidas abertas podem ser de vários tipos, de acordo com seu posicionamento, podendo ser anterior, posterior e lateral.

Mordida profunda

A mordida profunda ou sobremordida se trata de uma má oclusão vertical, causada pela sobreposição dos dentes superiores da frente sobre os inferiores, isto quando há um trespasse vertical entre as duas arcadas na posição de oclusão.

Pode-se observar esta situação na parte da frente das arcadas dentárias. A sobremordida pode ocorrer por alguma desordem no nível esquelético, onde o crescimento horizontal prevalece ou ainda desordens ao nível dentário.

E ainda possui a sobremordida horizontal e a sobremordida vertical ou overbite, que podem ser inseridas entre os tipos de mordida profunda.

Apinhamento dentário

O apinhamento dos dentes ou dentes tortos, são muito comuns entre as pessoas e que normalmente, levam a má oclusão. Esse problema também é conhecido por diversos outros nomes como dente inclinado, dente encavalado, ou dente encavalitado.

Essas situações, são classificadas como apinhamento dentário, podendo ser por causa da falta de espaço, mas também por diversos outros motivos. 

Os dentes apinhados além de causarem problemas de saúde bucal, afetam a estética facial. Essa condição faz com que os micro-organismos nocivos se multipliquem na cavidade bucal, o que pode causar problemas como cárie, gengivite, que é a inflamação na gengiva, e periodontite, um quadro de gengivite mais grave.

Questões como o aumento da frequência com que o mesmo tende a morder ou trilhar os lábios e o interior da bochecha estética, dor de cabeça, relacionada ou não com problemas ao nível da articulação entre os maxilares, podem preocupam a muitos pacientes.

Outros problemas de mordida

Existem ainda outros problemas de mordida, como o ântero-superior ou overjet, que é o avanço dos dentes anteriores superiores em relação aos inferiores, os diastemas, que é quando os dentes são separados ou possui um grande espaço entre eles.

As desordens temporomandibulares ou de crescimento, que são exemplos de outras situações relacionadas a desarmonia do sorriso, mas que não podem ser consideradas especificamente como má oclusão.

Como tratar estes problemas?

O tratamento vai depender do tipo da má oclusão e do grau de seriedade do problema. Na maioria dos casos o problema pode ser tratado através de aparelhos ortodônticos ou dentários que corrigem e alinham a arcada dentária.

Mas vale lembrar, que essa correção deve ser feita pelo médico dentista ortodontista, depois deste realizar os diagnósticos e avaliação do paciente. A correção é feita, através de dois tipos de aparelhos dentários, são eles:

Aparelhos dentários fixos – Estes tipos de aparelhos são mais usados para correção em adolescentes e adultos.

Aparelhos móveis ou removíveis – Já os aparelhos móveis ou removíveis, são indicados apenas para o uso em crianças, pois essas ainda estão em fase de crescimento

Como mencionamos, dependendo do quadro do paciente pode ainda haver a necessidade de recorrer a procedimentos cirúrgicos para realizar a correção dos dentes. E também existem as próteses fixas que são usadas como forma de tratamento para essas más oclusões.

Visitas regulares ao dentista

O tratamento começa a partir da consulta com o dentista, onde o profissional primeiramente fará o diagnóstico e desta forma poderá identificar a presença da mordida errada ou se sua mordida está correta.

Além disso, ele poderá indicar o melhor tratamento em seu caso, e ainda identificar as possíveis causas da má oclusão e realizar as medidas preventivas corretas. Um plano odontológico pode te ajudar a encontrar os melhores profissionais.

Eles contam com profissionais especializados para te atender e oferecem procedimentos avançados com as melhores tecnologias para realizar seu tratamento. Além de oferecerem o acompanhamento com o dentista, o que ajudará em um diagnóstico mais eficiente e rápido. 

O plano odontológico DentalVidas tem diversas opções para garantir mais qualidade de vida e um sorriso mais bonito para você e sua família.

Gostou do texto? Tem alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários!

Mordida correta: como saber se a minha é? publicado primeiro em http://dentalvidas.com.br/

Deixe um comentário