Ponte fixa: saiba mais sobre elas e outras próteses fixas

A ponte fixa é um tipo de prótese fixa que possui o objetivo de substituir um ou mais dentes perdidos adjacentes.

Ela também possui diferentes modelos e maneiras de ser fixada. Portanto, confira mais a respeito da ponte fixa no artigo abaixo:

O que é prótese fixa?

A prótese é um tipo de dispositivo protético que possui a função de substituir um ou mais dentes por outros artificiais.

A prótese fixa é um tipo de prótese dentária que é fixada sobre implantes ou, em alguns casos, sobre a estrutura remanescente de alguns dentes.

Além disso, a prótese fixa possui uma maior estabilidade que a removível, e desse modo tende a ser mais confortável que a prótese removível.

Sendo assim, a prótese fixa é uma maneira de repor os dentes faltosos sem abrir mão do conforto e sem correr o risco de a prótese cair em momentos inadequados.

É possível encontrar a prótese fixa em diferentes formatos, como a prótese unitária fixa, a coroa dentária, a prótese fixa parcial, também chamada de ponte fixa, e a total, conhecida como prótese protocolo.

Todos esses são modelos de prótese fixa e cada um deles possui uma função diferente e servem para repor um determinado número de dentes faltosos.

O que é a ponte fixa?

A ponte fixa é um tipo de prótese dentária fixa parcial, sendo assim serve para substituir um ou mais dentes.

Porém, diferentemente da ponte dentária móvel, ou PPR, que necessita de dentes em lados alternados para sua fixação, a ponte fixa necessita que os dentes perdidos sejam adjacentes.

Isso se faz necessário devido ao fato de que a ponte dentária fixa consiste em dentes protéticos adjacentes.

Geralmente consiste em duas coroas dentárias que são fixadas sobre implantes ou pedaços remanescentes de dentes e dentes artificiais entre eles.

Desse modo, ela recebe o nome de ponte pelo fato de possuir fixação nas extremidades e uma parte entre os pontos de fixação.

Os dentes artificiais que servem de suporte são chamados de dentes pilares e os dentes que ficam entre os suportes são chamados de dentes pônticos.

Esse tipo de prótese é cimentada sobre os implantes ou restos de dentes, desse modo impossibilita sua remoção pelo próprio paciente, daí vem sua característica de prótese fixa.

Qual é a função da ponte dentária fixa?

A ponte fixa possui a função de repor um ou mais dentes faltosos o que também pode influenciar no tipo de ponte fixa que será utilizada.

Sendo assim a ponte fixa repõe um ou mais dentes de modo que protege a gengiva do paciente evitando possíveis complicações derivadas de sua exposição.

Portanto, a ponte fixa é uma maneira de repor a estética e funcionalidade dos dentes faltosos, além de protegerem a gengiva que anteriormente estava exposta.

tipos de ponte fixa

Tipos de ponte fixa

A ponte fixa ou prótese parcial fixa é um tipo de prótese utilizada quando o paciente perdeu um ou mais dentes adjacentes, porém ainda possui dentes remanescentes.

É possível encontrar a ponte fixa de 3 maneiras diferentes: a ponte fixa tradicional, a cantilever e a adesiva. Sendo assim, confira mais sobre cada uma delas:

  • Ponte fixa convencional: é o principal modelo utilizado e é composto por dois dentes pilares, ou seja, possui 2 dentes artificiais que servem como suporte e ficam localizados nas duas extremidades da prótese;
  • Ponte cantilever: é o modelo que possui apenas um dente pilar de modo que o dente pôntico fique fixado em um dos lados no lugar do dente faltoso;
  • Ponte adesiva: é o modelo de ponte fixa em que há apenas o dente pôntico e suportes que se fixam nos dentes adjacentes.

Qual a diferença entre uma ponte fixa e uma ponte móvel?

A principal diferença entre a ponte fixa e a ponta móvel está no fato de uma ser móvel e a outra ser fixa.

Além disso, outro diferencial das duas está no fato de a fixa substituir apenas dentes adjacentes enquanto a móvel necessita que haja dentes faltosos de ambos os lados da arcada.

Apesar de tudo isso, ambas são utilizadas apenas para repor os dentes parcialmente, desse modo não podem ser utilizadas para repor toda a arcada dentária.

A maneira como ambas são fixadas também se difere. A ponte fixa é fixada através da cimentação dos dentes pilares, que são cimentados sobre implantes ou restos saudáveis dos dentes.

Já a ponte móvel é fixada através de grampos que ficam fixados nos dentes remanescentes e servem para segurar a ponte móvel durante o uso.

Desse modo, a ponte fixa serve para substituir dentes faltosos adjacentes e a ponte móvel para repor dentes faltosos alternados.

Outros tipos de prótese fixa

Outros tipos de prótese fixa

Assim como existe a ponte fixa para repor dentes faltosos adjacentes, também existem outros tipos de prótese fixa que servem para substituir diferentes tipos de perda dentária.

Sendo assim, os outros tipos de prótese fixa são:

Coroa dentária

A coroa dentária é um tipo de prótese fixa unitária, ou seja, ela funciona de modo que possa substituir um único dente.

Ela pode ser fixada sobre os restos de um dente que ainda estejam saudáveis ou sobre implantes dentários.

É possível encontrá-la em diferentes materiais, sendo eles:

  • Resina;
  • Metal;
  • Porcelana sobre estrutura metálica;
  • Porcelana sobre estrutura de zircônia.

Desse modo, o paciente possui diversas opções para escolher a que mais lhe agrada.

Protocolo dentário

O outro tipo de prótese fixa é o protocolo dentário que é uma prótese fixa total, ou seja, ela possui o objetivo de substituir todos os dentes da arcada dentária.

Desse modo, ela só é utilizada em casos onde o paciente perdeu todos os dentes da arcada dentária.

Porém, há uma exceção que é o caso onde o paciente já recebeu o diagnóstico a respeito da queda de seus outros dentes.

Quando isso ocorre, o paciente pode optar por realizar a remoção dos dentes remanescentes para instalar o protocolo.

Nesse caso, onde o protocolo foi instalado logo após a remoção dos dentes, ele é chamado de protocolo de carga imediata.

Cuidados que devemos ter com uma ponte fixa

Apesar de se tratar de dentes artificiais, as próteses ainda podem acumular partículas de alimentos e bactérias, portanto, elas ainda podem ser a causa de complicações derivadas de maus hábitos de higiene.

Sendo assim, é importante manter bons hábitos de higiene dental como escovar bem os dentes e utilizar o fio dental da maneira correta.

Além disso, é importante visitar o dentista periodicamente para realizar a profilaxia e o acompanhamento para que o dentista possa verificar se está tudo certo com a prótese.

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares ao dentista são responsáveis por oferecer ao paciente a oportunidade de realizar o acompanhamento de suas próteses.

Dessa maneira, o dentista pode avaliar o estado da prótese do paciente e realizar qualquer tipo de manutenção que seja necessário.

Por meio delas, o paciente também consegue relatar qualquer tipo de sintoma anormal que ele esteja sentindo, e assim o dentista consegue iniciar o processo de avaliação para identificar os problemas.

Ele também consegue garantir que o tratamento de problemas como o tártaro e a cárie, sejam tratados logo em seu início, evitando que se tornem complicações severas.

Além disso, por meio delas também é possível efetuar a profilaxia, que é limpeza profissional dos dentes e deve ser feita de 6 em 6 meses para a manutenção da higiene dos dentes.

Portanto, o plano odontológico DentalVidas tem diversas opções para garantir mais qualidade de vida e um sorriso mais bonito para você e sua família.

Gostou do texto? Tem alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários!

FAÇA SUA AVALIAÇÃO GRATUITA

Ponte fixa: saiba mais sobre elas e outras próteses fixas publicado primeiro em http://dentalvidas.com.br/

Deixe um comentário