PPR superior: conheça seus principais tipos e cuidados

Atualmente as próteses são utilizadas por grande parte da população e isso acontece devido ao fato de que grande parte dos adultos perderam algum dente e necessitam repô-los.

Portanto, a PPR superior, que é a prótese parcial removível, é uma ótima maneira dos pacientes reporem seus dentes quando perderam apenas alguns da arcada superior.

Desse modo, confira mais a respeito dela aqui:

O que é PPR superior?

A PPR superior é um dispositivo protético que, assim como outros tipos de próteses, possui a função de repor alguns dentes faltosos.

Ela só consegue repor alguns dentes faltosos pelo fato de ser uma prótese parcial e por esse motivo não supre a falta de todos os dentes.

Caso o paciente queira repor todos os dentes da arcada ele deve optar por uma prótese total, que serve para substituir uma arcada dentária completamente.

Além disso, o “r” em seu nome significa removível, portanto esse tipo de prótese oferece ao paciente a possibilidade de removê-la quando desejar.

Esta porém é uma característica que não é possível classificá-la como vantagem ou desvantagem devido ao fato de que isso varia de pessoa para pessoa.

Essa prótese é constituída de uma estrutura que pode ser feita de acrílico ou metal, e seus dentes feitos também de acrílico e porcelana.

Além dessas variações, também é possível encontrar a prótese com grampo em sua forma flexível, que é feita de silicone.

Ela também necessita de certos grampos para que ela realize sua fixação, e normalmente esses grampos consistem em estruturas metálicas ou acrílicas, sendo que as acrílicas são conhecidas como variações estéticas.

Isso ocorre pelo fato de a acrílica poder optar pela tonalidade translúcida ou uma tonalidade que se aproxime da cor natural dos dentes.

Além disso, pelo fato de ser utilizada na arcada superior, onde não há a presença da língua, o que garante que ela possua um índice de aceitação muito mais alto.

Para que serve PPR superior?

Assim como dito anteriormente, a PPR superior é utilizada para oferecer ao paciente a possibilidade de repor alguns dentes perdidos.

Geralmente essas perdas devem ser espalhadas devido ao fato de essa prótese necessitar da presença de alguns dentes para fixar os grampos e proporcionar a ela sua fixação.

Desse modo, assim como outras próteses, ela é utilizada a fim de repor dentes faltosos, porém possui o diferencial de ser utilizada apenas para repor os dentes parcialmente.

Além disso, ela também costuma ser utilizada quando o paciente necessita repor alguns dentes e sua estrutura periodontal não suporta a instalação de implantes.

Sendo assim, caso o paciente opte por não realizar um enxerto ósseo para corrigir o volume ósseo, ela acaba se tornando uma opção muito viável para essas pessoas.

Tipos de PPR superior

A PPR superior possui algumas versões diferentes, o que torna possível para o paciente optar qual modelo ele preferirá utilizar.

Cada um de seus modelos oferece a ela características únicas, o que faz com que eles sejam muito mais que alternativas estéticas.

Desse modo, confira as diferentes tipos de PPR superior:

PPR superior metalocerâmica

Metalocerâmica

Esse é o modelo mais comum de prótese dentária parcial removível, ela consiste em dentes e gengivas artificiais feitas de porcelana com uma estrutura e grampos metálicos.

Sendo assim, ela possui uma ótima estética quando levamos em consideração apenas os dentes e gengivas artificiais. Porém algumas vezes suas peças metálicas podem acabar deixando a desejar no quesito estético.

Esse déficit estético é proporcionado pelo contraste que há entre o metal e o dente, sendo assim, dependendo de onde o grampo ficará posicionado ele pode acabar ficando exposto.

E devido ao contraste e a exposição do grampo, ela acaba sendo pouco agradável esteticamente.

PPR superior acrílica

Acrílica

Esse modelo é todo feito em acrílico, tanto os dentes e gengivas artificiais quanto sua estrutura.

Isso permite que ela seja visualmente mais agradável pelo fato de o acrílico possibilitar ao paciente a oportunidade de optar pela tonalidade dos grampos e da estrutura.

Desse modo, os grampos acrílicos são os famosos grampos estéticos que geralmente possuem a coloração esbranquiçada para se assemelhar a tonalidade dos dentes ou translúcida.

Sendo assim, ela consegue ser uma ótima opção para pessoas que procuram por uma PPR superior mais discreta.

Porém, como lado negativo, essa prótese possui uma resistência e uma durabilidade mais baixa que a metalocerâmica, o que faz com que ela tenha que ser trocada mais cedo.

PPR flex superior

PPR flex superior

A PPR flex possui os dentes e gengivas feitas de silicone, que é um material que possui uma ótima capacidade de imitar as gengivas e dentes naturais.

Dessa maneira, esse material garante que o paciente possa utilizar uma prótese que consegue se aproximar muito da aparência natural dos dentes.

Além disso, para torná-la uma prótese ainda mais agradável esteticamente, ela utiliza grampos feitos de acrílico, que assim como dito anteriormente podem ser translúcidos ou esbranquiçados.

Ela também costuma ser uma ótima opção para pacientes que não se adaptam à prótese rígida, pelo fato de ela ser flexível e evitar feridas na gengiva.

PPR superior provisória

PPR superior provisória

Essa é a prótese que é feita para ser utilizada durante o período em que a definitiva está sendo confeccionada.

Portanto, ela não costuma ser muito resistente nem possuir uma boa durabilidade, devido ao fato de ser “descartável”.

Geralmente ela costuma ser feita de resina acrílica, pelo fato de permitir uma maior facilidade de moldar.

Além disso, ela normalmente é utilizada por um período de no máximo 60 dias, sendo que essa é sua validade. Ao terminar esse período é necessário confeccionar outra a fim de evitar possíveis complicações.

Como cuidar de sua PPR superior com grampo?

Existem alguns cuidados que devem ser tomados a fim de evitar complicações relacionadas à prótese e fazer com que ela dure o maior tempo possível.

Para cuidar bem de sua PPR superior você deve:

  • Sempre higienizá-la com água morna e uma escova de dentes sem utilizar creme dental. Para uma melhor limpeza pode-se utilizar as pastilhas para limpeza de prótese que podem ser encontradas em farmácias;
  • Removê-la na hora de dormir e armazená-la em um copo com água durante esse período. Isso é necessário para evitar que a prótese sofra deformações;
  • Ao removê-la por períodos curtos de tempo, nunca coloque-a sobre a superfície diretamente, sempre tente deixá-la sobre uma toalha;
  • Se sentir algum incômodo relacionado à prótese ou ela começar a machucá-lo, procure o dentista o mais rápido possível e explique a situação.

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares ao dentista são responsáveis por garantir que o paciente possa ter o devido acompanhamento, e no caso da PPR superior, garante que o dentista possa realizar qualquer tipo de ajuste necessário.

Por meio delas também é possível realizar a profilaxia, que é a limpeza profissional dos dentes e também é responsável por realizar a raspagem de tártaro.

Além disso, elas também servem para que o dentista possa orientar o paciente a respeito de bons hábitos de higiene bucal.

Essas visitas para efetuar a profilaxia devem ser realizadas 2 vezes ao ano, ou seja, num intervalo de 6 em 6 meses.

Elas também permitem que o dentista possa identificar a existência de qualquer tipo de complicação relacionada à saúde bucal e tratá-la logo em seu início.

Dessa maneira, o paciente pode resolver esses problemas o quanto antes, evitando que eles se tornem complicações mais severas e dificultem seu tratamento.

Portanto, o plano odontológico DentalVidas tem diversas opções para garantir mais qualidade de vida e um sorriso mais bonito para você e sua família.

Gostou do texto? Tem alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários!

PPR superior: conheça seus principais tipos e cuidados publicado primeiro em http://dentalvidas.com.br/

Deixe um comentário