Prótese dentária: conheça seus tipos e valor

Você sabe o que é prótese dentária?

A prótese dentária é um dos principais procedimentos feitos em consultório odontológico.

Veja aqui tudo o que você precisa saber sobre a prótese dentária, como funciona, quais são as suas indicações, benefícios e quanto custa:

O que é prótese dentária?

A prótese dentária é a especialidade indicada quando o paciente tem um ou mais dentes de sua arcada dentária gravemente comprometidos ou totalmente perdidos. Isso devido a evolução por cárie e doenças gengivais e em decorrência de acidentes ou traumas.

Mesmo que inicialmente a reparação do sorriso pela prótese dentária se trate apenas de uma questão estética, o prejuízo na arcada dentária pode acabar por impactar negativamente em suas funções, tal como mastigação, fala e até mesmo respiração.

Assim sendo, a realização da prótese dentária é essencial para a manutenção da saúde bucal, compreendendo a estética e o funcional.

Também chamada de prótese odontológica ou dentadura, dependendo do modelo, a peça responsável pela restauração do sorriso é formada por uma estrutura de dente(s) portiço(s). Pode ser usada para a substituição de qualquer dente, dependendo de qual foi danificado (canino, pré-molares, molares ou incisivos).

Como a prótese dentária é fixada?

Cada tipo de prótese possui seu próprio tipo de instalação, portanto elas não são todas fixadas da mesma maneira.

A prótese total removível é confeccionada a partir de um molde da boca do paciente. Logo após a confecção, é feita a prova e os ajustes finais, em seguida ela é apenas encaixada na boca do paciente.

A prótese parcial removível também é feita através de um molde da boca do paciente, porém, ela utiliza grampos que são fixados aos dentes remanescentes do paciente para fixá-las.

Após a confecção e instalação dos grampos, é feita a prova e caso necessário é realizado alguns pequenos desgastes nos dentes adjacentes para a prótese encaixar da maneira correta.

Para as próteses sobre implante primeiro é necessário realizar a instalação dos implantes dentários e aguardar sua osseointegração.

Após a osseointegração, é feita a prova e realizado os ajustes finais para a instalação definitiva da prótese dentária.

No caso das próteses fixas sem implante é necessário realizar o molde, assim como nas demais, e em seguida é feito a prova e os ajustes necessários para a instalação.

Esses ajustes podem ser possíveis desgastes ou até mesmo algum ajuste na própria prótese para possibilitar o encaixe da prótese entre os dentes do paciente.

Quando devo utilizar a prótese dentária?

A prótese dentária é utilizada quando o paciente sofreu perda dentária e deseja substituir os dentes faltosos do paciente.

Sendo assim, seu uso é indicado quando há alguma perda dentária ou diagnóstico de futuras perdas dentárias.

Visto que sua utilização devolve ao paciente sua estética que foi prejudicada pela perda dentária e a funcionalidade anteriormente exercida pelos dentes naturais do paciente.

Quais os benefícios da prótese dentária?

A prótese dentária garante que o paciente reponha os dentes faltosos, e dessa maneira reponha as funções que originalmente eram exercidas pelo dente natural.

Sendo assim, ela garante vários benefícios para o paciente, como:

  • Melhoria da mastigação, pois o paciente não terá nenhum dente faltoso, visto que a prótese fará a reposição deles;
  • Melhora da fala, apesar de não parecer, os dentes possuem uma grande influência durante a fala, portanto a falta deles pode atrapalhar a sonoridade de alguns fonemas. Sendo assim, a prótese consegue resolver os problemas fonéticos derivados da perda dentária;
  • Melhora na autoestima, a perda dentária compromete a estética do sorriso do paciente e, em alguns casos, pode fazer com que o paciente tenha vergonha de sorrir. Desse modo, visto que a prótese dentária repõe os dentes perdidos do paciente, ela garante que o paciente reganhe sua autoestima e possa voltar a sorrir sem constrangimento.

tipos de prótese dentária

Quais são os tipos de prótese dentária?

Existem vários tipos de prótese dentária, e o modelo ideal irá depender das particularidades do caso e das necessidades do paciente.

Conheça quais são os principais modelos de prótese dentária:

Prótese parcial

As próteses parciais podem ser confeccionadas de duas formas, uma com base em uma estrutura metálica com grampos de encaixe nos dentes remanescentes, e outra que utiliza um material mais flexível, a poliamida. Enquanto a primeira prioriza a boa estabilidade da peça, a segunda é mais confortável e possui uma estética mais convincente.

Esse tipo de prótese é confeccionado por meio de uma estrutura metálica ou plástica no lugar dos dentes, requerendo a associação de dois materiais, o metal e a resina.

A prótese dentária parcial removível (PPR) é um dos modelos mais comuns, sendo indicada em casos em que o paciente está inviabilizado de passar pela colocação de implantes dentários ou quando os dentes adjacentes à prótese não estão em boas condições.

A perda de dentes pode ser em sequência ou em regiões diferentes da arcada dentária.

Como o próprio nome indica, esse modelo só realiza a substituição de alguns dentes, e pode ser retirado para a escovação e para o sono.

Prótese total

Popularmente chamada de dentadura, a prótese total é o tratamento indicado para quem sofreu a perda total da arcada dentária.

Nesse caso, a prótese é feita de acrílico, substituindo tanto os dentes quanto os tecidos gengivais, permitindo um sorriso mais harmônico e similar ao natural. Na maioria das vezes, a prótese total é removível e é indicada para idosos, que sofrem com frequentes quedas dentárias, além de jovens e adultos que perderam todos os dentes por conta de doenças, acidentes e traumas.

A prótese total pode ser usada tanto na arcada inferior quanto na superior, ou até mesmo em ambas, dependendo das necessidades do caso. O modelo da dentadura é de encaixe na gengiva e no céu da boca (palato).

O uso da prótese total, além de ser recomendado para a reabilitação da fala e mastigação, também é uma forma de prevenção para pessoas que sofreram com o aumento da flacidez da face resultante da falta de dentes.

Overdenture

A prótese overdenture se trata de um tipo de prótese total que pode ser colocado tanto na maxila (parte superior da boca) como na mandíbula (parte inferior).

A overdenture é o tipo de prótese fixada com cerca de 4 implantes dentários, que é um número menor em comparação com a protocolo. O modelo fica “preso” nos implantes, sendo a alternativa ideal para pacientes que possuem reabsorção óssea.

A prótese é implanto-suportada, devendo ocorrer após a colocação de implantes dentários. Seus acessórios permitem uma melhor fixação das overdentures, e além da reposição dos dentes perdidos, sua estrutura melhora a aparência do terço inferior da face.

Assim como as prótese parciais, podem ser feitas em dois sistemas, são eles:

O’Ring: quando a prótese é junta por um anel de teflon ou metálico de encaixe com um componente protético em formato de bola, adaptado sobre os implantes.

Barra-Clip: quando a overdenture é ligada por meio de clips que se adaptam a uma barra soldada sobre os implantes.

Prótese protocolo

A prótese protocolo também é um dos modelos indicados para a reabilitação oral, sendo um dos tipos de prótese fixa, sendo composta por 12 dentes presos em uma única estrutura, sendo parafusados sobre 4, 5 ou 6 implantes.

No entanto, vale considerar que tanto para a overdenture quanto para a protocolo, o número colocado de implantes tende a variar, isso dependendo da necessidade do paciente.

Contudo, a protocolo é um modelo fixo e só pode ser removido pelo dentista. Também ficando presa sobre os implantes dentários, o modelo também proporciona uma boa estabilidade e assim, segurança em meio ao uso.

Quanto a aparência, a prótese protocolo é bem similar a dentadura, e assim, aos dentes naturais.

Após a colocação dos implantes, é necessário que o paciente aguarde o processo de osseointegração (processo de cicatrização do osso) para que assim haja os ajustes da prótese.

A prótese protocolo é confeccionada com porcelana odontológica, o que garante que ela tenha um ótimo aspecto, especialmente devido ao fato de a porcelana conseguir se assemelhar aos dentes naturais.

Além disso, é possível encontrá-la em dois modelos:

Protocolo sobre implante metálico: que consiste na prótese convencional que utiliza implantes metálicos para sua fixação. Alguns pacientes podem sentir-se desconfortáveis com esse modelo devido ao fato que algumas vezes os implantes metálicos podem aparecer, fazendo com que sua estética seja um pouco comprometida.

Protocolo sobre implante de zircônia: consiste na prótese protocolo que utiliza implantes de zircônia para sua fixação. A zircônia consiste em um material esbranquiçado que lembra a estrutura óssea, portanto, essa opção tende a ser mais esteticamente agradável que a versão com implantes metálicos.

Coroa dentária

A coroa dentária é o tratamento para quem teve um dente comprometido. Tem como objetivo reconstruir o sorriso, recuperando as suas funções e a estética.

É o tratamento dentário utilizado para a cobertura parcial ou total da parte da coroa do dente natural comprometido. Tem como vantagem a melhora da aparência, do alinhamento dentário e do formato dos dentes no arco.

Ponte fixa

A ponte fixa é um dos modelos mais comuns de prótese dentária e consiste na substituição de um ou mais dentes ausentes com a prótese dentária fixa, ou ponte fixa.

O nome “ponte fixa” se justifica por conta da prótese ser apoiada nos dentes adjacentes ao espaço sem os dentes. É formada por um ou mais dentes que são como pilares, abrangendo o espaço dos dentes comprometidos ou faltosos.

Assim como outros modelos, a ponte fixa também pode ser apoiada sobre implantes dentários. Nesse caso, o método fixo é instalado sobre alguns implantes no maxilar ou mandíbula.

Diferença entre implante e prótese dentária

Apesar de em algumas situações ambos serem vistos como a mesma coisa, é importante lembrar que eles não são.

O implante se baseia na estrutura, confeccionada de metal ou de zircônia, que é fixa nos ossos de sustentação periodontais para servir de suporte para futuras próteses.

Já a prótese dentária consiste nos dentes artificiais que serão responsáveis por substituir os dentes faltosos. Elas podem ser fixas sobre implantes ou removíveis.

Qual a melhor prótese dentária?

Para escolher a melhor prótese dentária para você, é necessário consultar um dentista especialista em prótese dentária.

É apenas pela consulta e avaliação no consultório que é possível identificar a necessidade e qual a melhor forma de melhorar a estética e as funções da arcada dentária.

Além disso, é pelo alinhamento de expectativas quanto ao procedimento que o paciente também é capaz de ajudar nessa escolha, fazendo com que o dentista leve em conta as suas prioridades para a confecção da prótese dentária ideal.

como limpar protese dentaria

Como limpar a prótese dentária?

A higienização é um fator muito importante não só para o sucesso do tratamento, mas também para a manutenção da saúde bucal.

Nos modelos de prótese fixa, a higienização deve ser feita de forma normal, sendo através de uma escovação precisa, do uso do fio dental e do bochecho com o antisséptico indicado pelo dentista e na frequência recomendada.

Quanto aos modelos móveis, a higienização deve ser feita à parte, devendo o paciente remover a peça para realizar a escovação correta. O uso de uma solução de limpeza também é bem-vindo, e nesse caso, a prótese pode ser deixada “de molho” em um recipiente com o líquido, sendo o indicado antes de dormir.

Cuidados necessários com a prótese dentária

As próteses dentárias geralmente duram por bastante tempo, porém é importante que o paciente atente-se para os cuidados necessários com a prótese dentária para que ela dure o maior tempo possível.

Sendo assim, confira os principais cuidados que devemos ter com as próteses dentárias:

Mantenha uma ótima higienização bucal

Isso se deve ao fato de que mesmo se tratando de dentes artificiais, eles ainda podem acumular partículas de alimentos e bactérias.

Sendo assim é importante manter bons cuidados de higiene bucal para evitar o acúmulo delas sobre as próteses, pois elas ainda podem causar casos de gengivite e afins.

As próteses removíveis devem ser retiradas durante a higienização para garantir que a limpeza seja efetuada da maneira efetuada.

Além disso, a própria prótese deve ser limpa periodicamente para remover possíveis partículas de alimentos que possam vir a ficar presas nela.

Já as próteses fixas devem ser escovadas como se fossem dentes naturais e, se possível, deve-se utilizar um jato de água para limpar o espaço entre a prótese e a gengiva.

Para efetuar essa limpeza também pode-se utilizar um enxaguante bucal ou uma escova interdental visto que eles conseguem alcançar onde a escova não consegue.

Ter atenção quando for remover e colocar a prótese removível

É importante ter cuidado na hora de manusear a prótese removível, pois ela pode acabar caindo e quebrando. Além disso, na hora de recolocá-las na boca é importante tomar cuidado para não acabar ferindo as gengivas.

Também é importante removê-las na hora de dormir para evitar que surjam complicações derivadas desse hábito.

Cuide da alimentação

Existem alguns tipos de prótese dentária que necessitam de um tempo maior de adaptação, como por exemplo a prótese de silicone, sendo assim é importante dar preferência para alimentos de fácil mastigação e evitar alimentos duros e pegajosos.

Principais dúvidas sobre a prótese dentária

Atualmente, existem diversos tipos de próteses dentárias, sejam elas removíveis, fixas, parciais ou totais. Portanto, juntamente com os tipos de próteses, também surgiram algumas dúvidas comuns a respeito desse procedimento. Confira:

Sempre é necessário realizar um enxerto?

Os enxertos são utilizados somente para durante a instalação das próteses fixas sobre implante, e apenas caso o paciente não possua a densidade óssea ou gengival necessária.

Sendo assim, caso o paciente tenha os requisitos necessários, não é preciso realizar nenhum tipo de enxerto. As próteses removíveis também não requerem nenhum tipo de enxerto para sua instalação.

A prótese pode ser utilizada por todos?

Sim, as próteses podem ser utilizadas por todos os pacientes que perderam seus dentes. Algumas vezes podem existir alguns casos onde determinadas próteses não são recomendados em certos casos.

Porém, isso deve ser definido pelo especialista responsável pelo tratamento do paciente.

A cirurgia dói?

A cirurgia para instalação dos implantes que servem de suporte para a prótese dentária é um processo completamente indolor.

Isso se deve ao fato de todo o procedimento ser realizado enquanto o paciente está sob o efeito de anestesias, o que faz com que o procedimento seja completamente indolor.

Quanto custa a prótese dentária?

O valor da prótese dentária vai variar de acordo com o tipo de prótese aderido, e quanto ao profissional e clínica escolhida.

É normal que o preço das próteses dentárias com implante sejam menos acessíveis, já que envolve o valor da aplicação dos pinos de titânio.

Em média, uma prótese móvel custa por volta de R$ 600 (seiscentos reais) e R$ 1.300 (mil e trezentos reais). Já um modelo fixo costuma ir de R$ 1.300 (mil e trezentos reais) a R$ 1.600 (mil e seiscentos reais).

Portanto, o plano odontológico DentalVidas tem diversas opções para garantir mais qualidade de vida e um sorriso mais bonito para você e sua família.

Veja aqui qual o plano odontológico DentalVidas mais combina com você!

Gostou do texto? Tem alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários.

Prótese dentária: conheça seus tipos e valor publicado primeiro em http://dentalvidas.com.br/

Deixe um comentário