Quanto custa um clareamento dental? Saiba tudo sobre

Quanto custa um clareamento dental? Quem nunca sonhou em ter um sorriso mais branco e mais saudável? Para esses casos, o clareamento dental é a solução, beneficiando não só a estética, mas também a saúde bucal.

Conheça aqui o clareamento dental, o seu antes e depois, seus tipos, quais são os benefícios da técnica e quanto custa?

O que é clareamento dental?

Para quem sofre com manchas e dentes amarelados, é uma das técnicas do clareamento dental que o dentista o encaminha.

O clareamento dental, como o próprio nome indica, se trata de um procedimento odontológico que visa o clareamento da arcada dentária. É pelo clareamento que o paciente consegue ser beneficiado com a remoção de alterações na coloração dos dentes, além de um processo semelhante a um “branqueamento” da dentição.

Como funciona o clareamento dental?

O clareamento dental pode ser feito de diferentes formas, no entanto, a base é a mesma. Para que seja alcançados os resultados almejados são usados radicais livres, como oxigênio, ocorrendo assim a oxidação de aminoácidos e proteínas. Há ainda a possibilidade de clareamento da estrutura mineral do dente.

Normalmente é utilizado produtos à base de peróxido de hidrogênio, que tem capacidade de quebrar as moléculas pigmentadas, desintegrando as moléculas menores, proporcionando o clareamento dos componentes da arcada.

É importante considerar que antes do paciente se submeter a qualquer tipo de clareamento dental, o dentista irá realizar uma avaliação de sua saúde bucal, o encaminhando primeiramente para outro tipo de tratamento caso necessário.

Quais são os principais tipos de clareamento dental?

Como dito, existem diversos tipos de clareamento dental, podendo ele ser feito inteiramente em consultório, em casa ou de forma mista. Conheça os tipos de clareamento disponíveis:

Clareamento dental a laser

É a forma de clareamento mais comum e que é feita inteiramente em consultório odontológico. Para que seja feito o procedimento é feito o uso de luz pulsada. Normalmente os resultados do método são instantâneos, já que o clareamento dos dentes já pode ser percebido desde a primeira sessão.

Aqui a aplicação do agente clareador é feita sobre cada dente, no qual o calor do laser atua aumentando a sua eficácia. Dessa forma, ao mesmo tempo o processo se torna mais ágil que os demais, apresentando um resultado bem satisfatório.

O dentista comumente utiliza um agente clareador à base de Peróxido de Hidrogênio, com níveis de concentração que vão de 25% a 40%. Também é por meio do potencial de clareamento alto do agente utilizado que os resultados são rápidos e eficazes, devendo o dentista fazer o manuseamento cuidadoso do produto.

Tende a durar de 75 a 90 minutos sendo a forma mais rápida de se adquirir dentes mais brancos.

Atualmente, o laser ou luz azul, está sendo cada vez menos utilizada nos consultórios, já que estudos apontam que o seu uso não interfere na qualidade do procedimento. Assim sendo, mesmo na ausência da luz azul, o resultado do clareamento em consultório é o mesmo, podendo o laser trazer riscos de sensibilidade.

Clareamento dental caseiro

O clareamento caseiro, mesmo que seja feito majoritariamente em casa, também requer um acompanhamento pelo dentista. Para que seja feito o funcionamento dessa abordagem são utilizadas moldeiras, que são feitas a partir de moldes da arcada, e por um material plástico.

Aqui, o dentista dá ao paciente, juntamente a moldeira, géis de clareamento, que devem ser usados seguindo as orientações do profissional. É importante não ultrapassar o limite estabelecido, sob o risco de se desenvolver a sensibilidade dos dentes.

O clareamento dental caseiro também é capaz de promover resultados satisfatórios, sendo utilizados géis clareadores à base de substâncias como Peróxido de Hidrogênio ou Peróxido de Carbamida.

Vale ressaltar que em comparação com as demais formas de tratamento, a abordagem caseira possui resultados mais lentos, fazendo-se necessário o uso da moldeira por algumas horas, seja à tarde ou à noite. A duração irá depender do planejamento do resultado final, tendendo a durar cerca de 2 semanas.

Contudo, falando de clareamento caseiro, além do clareamento dental por moldeiras, existem outras formas de “branquear” os dentes em caso, contudo, elas também devem ser feitas sob a indicação e orientação do odontologista.

Clareamento dental misto

O clareamento dental misto é uma alternativa para quem quer associar os benefícios da técnica realizada em consultório com a realizada em casa.

Pelo clareamento misto o paciente pode revezar o uso da moldeira com o clareamento em consultório. Logo, o paciente é beneficiado pela praticidade do clareamento dental por moldeiras e que é potenciada pela ação do dentista em consultório.

Clareamento dental interno

Poucas pessoas sabem, mas o escurecimento dos dentes pode estar afetando a parte interna do dente. Dessa forma, a abordagem de clareamento dental interna se difere das tradicionais em que o clareamento é superficial.

Geralmente, o escurecimento das estruturas internas do dente é resultado de traumas ou de tratamentos invasivos como o tratamento de canal.

É uma técnica que assim como o clareamento externo possui resultados satisfatórios e rápidos. O agente branqueador a ser utilizado pode ser o peróxido de hidrogênio.

O clareamento dental interno é feito a partir de uma abertura na parte de trás do dente, para que assim o dentista tenha acesso ao local afetado ou que foi sujeito ao canal. É feita uma proteção na entrada do canal, sendo assim aplicado o material clareador. O processo pode durar alguns dias, sendo utilizado o produto até haver a recuperação da cor.

Outra forma de abordagem de clareamento interno que pode ser feita pelo odontologista é a aplicação do gel e a utilização da luz LED, como ocorre no clareamento do consultório.

Assim como o clareamento interno, se trata de um tratamento opcional,não havendo risco a saúde bucal. Como a realização do clareamento externo, o clareamento interno trás uma série de vantagens, contribuindo para a autoestima e para uma aparência mais saudável.

Quando o clareamento dental é contraindicado?

Assim como outros procedimentos odontológicos que são de certa forma invasivos, o clareamento dental possui as suas contraindicações. Entre elas estão:

  •         Gestantes;
  •         Pessoas com placa bacteriana;
  •         Casos de tártaro;
  •         Incidência de inflamações na gengiva.

Quanto custa o clareamento dental?

O valor do procedimento de clareamento dental tende a ser bastante variável. Isso levando em conta a sua variedade de tipos, além de também variar dependendo da escolha do dentista e da clínica odontológica escolhida.

Tendo isso em vista, o valor do clareamento dental a laser tende a ser o mais caro, podendo ir de R$ 500 (quinhentos reais) a R$ 1.000 (mil reais).

Sendo uma alternativa a forma tradicional, o clareamento por moldeiras tende a ser o mais em conta, podendo custa de R$ 250 (duzentos e cinquenta reais) a R$ 350 (trezentos e cinquenta reais).

Contudo, para quem considerar uma abordagem mais em conta, produtos como fitas clareadoras podem ser encontrados em farmácias, custando de R$ 15 (quinze reais) até R$ 150 (cento e cinquenta reais), variando de acordo com o material e a marca do produto.

Antes e depois do clareamento dental

Tendo em vista que o sorriso é considerado pelos especialistas como nosso cartão postal, e que o impacto positivo do sorriso está relacionado a um sorriso mais alinhado e mais branco, entre as vantagens do procedimento está a melhora da autoestima e o ganho de confiança.

Assim sendo, há uma melhora considerável dos relacionamentos e ambientes sociais.

Pela realização do clareamento dental, o paciente também é beneficiado por um sorriso mais harmônico, já que as manchas proporcionam a desarmonia pela variedade de cores que a arcada dentária passa a ter.

Contudo, após a realização do processo devem ser tomados alguns cuidados para manter a coloração alcançada por meio de uma boa higiene bucal e boa alimentação.

Como manter os resultados do clareamento?

Para se manter o resultado do clareamento é necessário que haja a mudança de hábitos e a adoção de bons costumes.

Na alimentação, bebidas e alimentos muito pigmentados (café, refrigerante, chocolate) e grudentos (balas macias) devem ser evitados. Maus hábitos como fumar e ingerir bebidas alcoólicas também podem acabar por repigmentar a dentição.

Para a manutenção não só da dentição clara, mas também da saúde bucal, a higiene bucal deve ser feita de forma completa e eficiente.

A escovação deve ser feita ao menos 2 vezes ao dia, com uma escova de cerdas macias e com um creme dental com flúor, devendo ser pelo menos uma vez ser acompanhada da passagem de fio dental e do bochecho com o enxaguante bucal.

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares ao dentista são essenciais não só para o acompanhamento e realização de procedimentos como o clareamento dental, mas também para a ação preventiva do amarelamento dos dentes.

É por meio das visitas periódicas ao consultório odontológico que tratamentos preventivos como a profilaxia (limpeza profissional) podem ser realizados em sua frequência indicada, no caso de 6 em 6 meses.

Vale ressaltar que é pela avaliação do dentista que o profissional é capaz de passar orientações quanto à qualidade da higiene bucal, também colaborando para uma limpeza mais profunda da arcada.

O plano odontológico DentalVidas tem diversas opções para garantir mais qualidade de vida e um sorriso mais bonito para você e sua família.

Gostou do texto? Tem alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários!

Quanto custa um clareamento dental? Saiba tudo sobre publicado primeiro em http://dentalvidas.com.br/

Deixe um comentário