Remédio para afta: saiba como tratar a afta

A afta é um problema que atinge muitas pessoas, ela se trata de uma pequena ferida que se forma na boca. Neste texto vamos falar um pouco mais sobre ela, qual o melhor remédio para afta e como tratá-la.

remedio para afta

Remédio para afta: o que é a afta?

As aftas são lesões abertas, e de cor esbranquiçadas, com as bordas vermelhas, elas podem ser bem dolorosas, e podem aparecer na superfície da boca, da língua, do lábio interno, na bochecha, no céu da boca, na gengiva e raramente na região da garganta.

Elas podem desaparecer sem que haja qualquer tipo de tratamento, de 10 a 14 dias depois de surgirem e sem deixar marcas ou cicatrizes. No entanto, um remédio para afta pode ajudar a melhorar o seu quadro e eliminá-la de forma mais rápida.

Não se sabe ao certo quais são as causas da afta, e existem outras doenças que podem se assemelhar com a afta. Essas patologias também podem se desenvolver na cavidade bucal, nos tecidos da língua, bochecha, lábios e gengiva.

Aftas recorrentes, que são aquelas que ocorrem com maior frequência, normalmente estão ligadas a um quadro emocional de estresse. Elas podem surgir em qualquer idade e são mais comuns em mulheres, e podem se desenvolver .

É importante que se saiba diferenciar a lesão da afta da lesão provocada pelo herpes, pois podem ser diferentes umas das outras.

Esse tipo de lesão pode se desenvolver por dentes mal posicionados na arcada dentária, restaurações fraturadas, bordas cortantes dos dentes, dentes cariados, próteses mal adaptadas, mordidas acidentais, hábito de sucção do lábio e língua.

E mesmo se tratando de um problema frequente que não possui grandes complicações, elas podem causar muito incômodo. Além disso, caso perceba que a lesão não some após o período de 10 a 14 dias, você deve procurar ajuda médica para avaliar problemas futuros.

Remédio para afta: causas da afta

O surgimento da lesão pode ter como principais causas o:

  • Alimentos mais condimentados.
  • Frutas cítricas ou ácidas.
  • Estresse.
  • Mudanças hormonais nos ciclos da mulher.
  • Traumas mecânicos por pontas pontiagudas.
  • Escovas dentais.
  • Queimaduras por alimentos sólidos ou líquidos.
  • Predisposição genética familiar.
  • Refluxos estomacais.
  • Ansiedade.
  • Vírus e bactérias.
  • Uso de alguns medicamentos ou substâncias que queimam.
  • Podem ter ligação com traumas locais, como machucar a gengiva na hora de escovar os dentes ou pelo uso de prótese.
  • Podem ser um sintoma de doenças sistêmicas, que afetam nosso organismo, e de infecções como a aids.

Sintomas da afta

As lesões provocam dor, principalmente ao ingerir alimentos quentes e condimentados. E a intensidade da dor vai depender do número de úlceras na boca, e quando está alcançando seu ápice a manifestação da afta pode ser muito dolorosa e constante.

E pode causar bastante incômodo, o desenvolvimento de várias aftas na boca pode indicar que alguns vírus, como o do herpes, estejam provocando a lesão ou até uma doença autoimune como a Doença de Behçet.

Fatores como o estresse, deficiências nutricionais, predisposição genética, alergia a alimentos e a alguns medicamentos e alterações hormonais nas mulheres. 

Ainda não existem evidências científicas que comprovem a relação entre consumir alimentos ácidos e condimentados e o desenvolvimento de aftas.

Como diagnosticar a afta na boca?

O diagnóstico se resume na identificação visual da afta e no histórico do indivíduo, durante o exame clínico, no qual o médico ou o dentista pode diferenciar as feridas de lesões mais importantes.

Pode ser que ele necessite de testes laboratoriais complementares, para avaliar o estado geral da pessoa e investigar a presença de infecções. Não existe uma forma específica de diagnosticar as aftas.

Mas você pode realizar exames clínicos para identificá-las, e podem haver casos em que o médico peça uma biópsia da lesão, para avaliar alguma suspeita de outra doença. Como já foi mencionado, se em seu caso as aftas forem pequenas não precisa se preocupar, pois elas desaparecem sozinhas.

E caso sinta muita dor ou dificuldade para deglutir, procure os tratamentos sintomáticos, como bochechos com medicamentos anti-inflamatórios e analgésicos, e aplique pomadas de uso oral com analgésicos.

E nos casos mais graves, o médico poderá receitar anti-inflamatórios sistêmicos, como os corticoides ou medicamentos para reduzir a acidez estomacal, no entanto só podem ser usados com prescrição médica.

remedio contra afta

Tratamentos e prevenções da afta

O tratamento da afta comum tem como função reduzir os sintomas até que a lesão se cure por si só. Em casos mais leves apenas a aplicação local de antissépticos, anti-inflamatórios, anestésicos ou revestimentos protetores de mucosa podem ser o suficiente.

E nos casos complicados pode ser necessário o uso de medicamentos anti-inflamatórios mais potentes, como corticoides. E além da medicação, é importante tomar alguns cuidados para que os sintomas não sejam agravados, mantendo uma alimentação suave e uma higiene bucal adequada.

A alimentação deve ser com pouco sal e temperatura morna, pois alimentos condimentados, quentes e ácidos a má higienização da boca aumentam a dor.

Cuidado ao escovar os dentes e mastigar alimentos muito duros, evite provocar traumas na mucosa da boca nessas horas. Esses hábitos podem provocar tanto a má digestão, quanto a mastigação muito rápida, que podem ter ligação direta com as feridas na boca que causam as aftas.

Existem algumas medidas simples que podem ajudar na recuperação. Quebrar pequenos pedaços de gelo e deixar que eles se dissolvam na boca, pode ajudar a aliviar a irritação. Ainda existem outras dicas que podem te ajudar como.

Aplicar chá preto

Ao aplicar o chá preto sobre a afta você pode fazer com que a dor seja aliviada e o desconforto causado pela afta menor, esses tipos de chás possuem taninos, uma substância adstringente que serve para eliminar resíduos e sujeira.

Você deve preparar o chá primeiramente colocando 1 sachê de chá preto em uma xícara de água fervente e deixar em repouso. Quando ele estiver neste ponto, deve aplicar o sachê diretamente sobre a afta.

Fazer bochecho de água com sal

Faça bochechos com sal e água morna, assim você pode ajudar a desinfetar a afta e acelerar a sua cicatrização, o sal possui ação bactericida que elimina as bactérias do local.

Basta acrescentar 1 colher de café com sal em um copo com água morna e fazer bochechos por alguns minutos, 2 vezes ao dia.

Mascar um cravo-da-índia

Mastigar cravo-da-índia pode ajudar na cura da afta, além de fazer com que ela seja mais rápida e menos dolorosa em poucos minutos. Isso porque ele possui propriedades antissépticas e analgésicas, que mantém a afta limpa, promovendo a cicatrização, e aliviando a dor em poucos minutos.

Gargarejar com leite de magnésia

Fazer gargarejos com leite de magnésia faz com que a lesão causada pelas bactérias seja protegida, e pode ajudar na aceleração da cicatrização. Para preparar a mistura você deve colocar 1 colher de leite de magnésia e misturar com 1 copo de água, e em seguida fazer os gargarejos.

Comer iogurte natural

Iogurtes naturais ajudam a melhorar o intestino e toda a flora do sistema gastrointestinal e a fortalecer as defesas naturais do organismo, o que também é útil para curar as aftas mais rapidamente. Por isso, coma 1 potinho de iogurte com bífidos ou com probióticos ao dia.

Recomendações em caso de afta

E se mesmo após tomar todos os cuidados que foram citados acima, os sintomas da afta persistirem procure um médico, ou ainda se perceber.

  • Aftas muito grandes.
  • Se as crises de aftas forem frequentes.
  • Se causarem dificuldade na hora de se alimentar.
  • Caso a dor não melhora com analgésicos comuns.
  • Se as lesões durarem mais de três semanas.
  • Se notar lesões nos lábios.

O plano odontológico DentalVidas tem diversas opções para garantir mais qualidade de vida e um sorriso mais bonito para você e sua família.

 

Gostou do texto? Tem alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários!

Remédio para afta: saiba como tratar a afta publicado primeiro em http://dentalvidas.com.br/

Deixe um comentário