Você sabe o que são dentes decíduos? Confira mais sobre eles

Os dentes decíduos, também chamados de dentes de leite, são uma parte muito importante da dentição do paciente.

Portanto, nesse artigo falaremos mais a respeito do que são, quantos são, para que servem e qual a ordem de nascimento dos dentes decíduos. Sendo assim, continue acompanhando para saber mais a respeito deles:

O que são dentes decíduos?

Os dentes decíduos, também conhecidos como dentes de leite, são os dentes que existem na boca antes da formação da arcada dentária permanente. Portanto, eles são a primeira dentição que possuímos em nossa vida.

Sendo assim, eles são os primeiros dentes que nascem em nossa boca e em algum momento irão cair para serem substituídos pelos dentes permanentes.

Em que ordem nascem os dentes decíduos e quantos são eles?

Os dentes decíduos geralmente costumam nascer na boca da criança seguindo uma determinada sequência padrão para quase todas as crianças.

Portanto, a maior parte das crianças nasce sem os dentes para fora da gengiva, porém todos os dentes decíduos já estão dentro da gengiva esperando para irromper a gengiva.

Normalmente os dentes nascem seguindo a seguinte ordem:

  1. Incisivos centrais inferiores;
  2. Incisivos centrais superiores;
  3. Incisivos laterais;
  4. Primeiros molares;
  5. Caninos;
  6. Segundos molares.

Após o nascimento dos segundos molares estão completos o nascimento de todos os 20 dentes decíduos e geralmente todos eles nascem antes de a criança completar 3 anos de idade.

Para que servem?

Os dentes decíduos são os dentes que acompanham as crianças durante toda infância e começam a serem trocados por volta dos 6 anos de idade, finalizando o processo de troca por volta dos 12 anos de idade.

Sendo assim, esses dentes são responsáveis por auxiliar na mastigação, na fala e no desenvolvimento correto dos ossos e músculos da face do paciente.

Além disso, os dentes decíduos também são responsáveis por guiar os dentes permanentes na hora de seu nascimento.

Desse modo, eles garantem que os dentes permanentes irão nascer na posição correta e assim eles tentam evitar o desalinhamento dos dentes permanentes.

Essa função de guia funciona baseando-se no fato de que os dentes decíduos “seguram” o lugar do dente permanente até a hora de ele irromper.

Como cuidar dos dentes decíduos?

Assim como os dentes permanentes, é extremamente importante manter o cuidado para evitar o surgimento de complicações bucais.

Isso se deve ao fato de que os dentes decíduos podem sofrer com problemas de saúde bucal como as cáries da mesma forma que os dentes permanentes.

Sendo assim, para cuidar bem dos dentes decíduos é importante:

realizar a higienização dos dentes decíduos

Realizar a higienização dos dentes decíduos

A higienização bucal infantil é tão importante quanto a dos adultos, visto que assim como eles, os pequeninos também podem sofrer com complicações derivadas da má higienização dos dentes.

Sendo assim, é importante começar a higienização bucal das crianças antes mesmo de os dentes nascerem para evitar o surgimento da chamada cárie de mamadeira.

Portanto, a higienização dos dentes deve ser realizada por um adulto até que a criança possa executar a higienização por si mesma.

Desse modo, é possível dar exemplo para elas, ensinando-as a respeito da importância de se cuidar da higiene bucal.

Logo, quando elas começarem a escovar seus próprios dentes, os adultos devem escovar os dentes ao lado das crianças para incentivá-las a respeito do cuidado oral.

Utilizar produtos próprios para crianças

Apesar de que os produtos próprios para crianças parecerem apenas algo para despertar o interesse da criança em adquiri-lo, eles são mais que isso.

Dessa forma, a fórmula dos produtos desenvolvidos para crianças são feitas pensando no desenvolvimento deles.

Sendo assim, a pasta de dente infantil possui um sabor mais agradável, não causa ardência, possui uma embalagem mais atraente e também possui o nível de flúor adequado para ela.

Desse modo, é possível garantir que a criança irá aceitar o uso desses produtos de forma mais fácil que os produtos adultos. Logo, isso reforça a importância de existirem produtos desenvolvidos especialmente para elas.

Cuidar da alimentação

Para manter os dentes da criança fortes e saudáveis, é importante que eles tenham alimentação balanceada que consiga garantir a eles todos os nutrientes necessários.

Sendo assim, é importante estimular os pequenos a comerem verduras e legumes para garantir que eles possuam todas as vitaminas necessárias para manutenção da boa saúde bucal.

Além disso, é importante cuidar da quantidade de açúcar ingerida pela criança, visto que além dos problemas de saúde causados pela ingestão excessiva do açúcar, ele também pode contribuir para o acúmulo de bactérias e a formação de cáries nos dentes do paciente.

Portanto, é importante que os pais ou responsáveis controlem a quantidade de açúcar ingerida pela criança para evitar o surgimento de problemas derivados do consumo deles.

Evitar hábitos parafuncionais

Durante a infância é comum que a criança desenvolva hábitos nocivos aos dentes e a saúde bucal em geral, portanto é responsabilidade dos pais ou responsáveis controlar esses hábitos para proteger o bem estar dos dentes decíduos.

Sendo assim, o uso prolongado de chupetas e mamadeiras, assim como o hábito de chupar o dedo contribuem para comprometer o bem estar dos dentes decíduos.

Além disso, o hábito de morder objetos também podem ocasionar fraturas indesejadas dos dentes, comprometendo sua integridade.

Desse modo, é extremamente importante que os pais ou responsáveis controlem os hábitos parafuncionais das crianças para proteger a integridade bucal delas.

Não estimular a queda dos dentes antes da hora

Os dentes decíduos eventualmente se desprenderão da boca do paciente para dar espaço aos dentes permanentes.

Portanto, é importante que essa queda não seja estimulada antes da hora visto que isso pode resultar em complicações no nascimento dos dentes permanentes.

Isso se deve ao fato de que os dentes decíduos são responsáveis por guiar e manter o espaço necessário para o nascimento dos dentes permanentes.

Desse modo, caso a queda deles seja estimulada antes da hora correta, pode acabar fazendo com que os dentes permanentes nasçam desalinhados.

Sendo assim, é importante respeitar o tempo de queda natural desses dentes, visto que dessa maneira é possível garantir que não haverá nenhuma complicação bucal comprometendo o paciente.

realizar o acompanhamento regularmente

Realizar o acompanhamento regularmente

Assim como os adultos necessitam das visitas regulares ao dentista, as crianças também necessitam do acompanhamento da odontopediatria.

Através desse acompanhamento é possível garantir que os dentes decíduos e permanentes da criança estarão bem cuidados.

Portanto, o acompanhamento com o odontopediatra é fundamental para o bem estar da saúde bucal infantil.

Qual a melhor forma de realizar visitas regulares ao dentista?

Na hora de realizar as visitas para o acompanhamento tanto dos dentes decíduos quanto dos permanentes o fato de possuir ou não um plano odontológico garantirá que você possa realizar o acompanhamento de modo mais fácil ou não.

Além disso, o plano odontológico lhe garante descontos e até mesmo a cobertura total do valor das consultas em alguns casos.

Sendo assim, o plano odontológico DentalVidas pode garantir que você e sua família tenham o acompanhamento necessário para a manutenção da boa saúde bucal.

Portanto, o plano odontológico DentalVidas tem diversas opções para garantir mais qualidade de vida e um sorriso mais bonito para você e sua família.

Gostou do texto? Tem alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários!

FAÇA SUA AVALIAÇÃO GRATUITA

Você sabe o que são dentes decíduos? Confira mais sobre eles publicado primeiro em http://dentalvidas.com.br/

Deixe um comentário